O melhor do universo de Fabio Massari, em seu novo livro

‘Mondo Massari’ traz entrevistas realizadas em rádio e televisão

Por julia.sorella

Massari%3A entrevista com Jonathan Richman virou ‘performance’Divulgação

Rio - O mundo de Fabio Massari, 50 anos, é formado não só por grupos da Noruega e da Islândia, ou por rebeldes clássicos como Tom Verlaine (Television) e John Doe (X). Ou bandas ruidosas como Jon Spencer Blues Explosion e The Mars Volta, entre outras que ele entrevista em seu novo livro ‘Mondo Massari’ (Edições Ideal, 476 págs., R$ 49,90). “Sou fã de Raul Seixas e Zé Ramalho. Já entrevistei Wanderléa, Angela Ro Ro. E adoro black metal. Mas durante muito tempo, fui visto só como o cara que fazia o ‘Lado B’, na MTV”, diz o apresentador, que trabalhou no canal e em rádios como a finada Oi FM.

‘Mondo Massari’ traz o melhor das entrevistas que Fabio fez para seu antigo programa na MTV (cujo nome foi reaproveitado por ele no livro) e para o ‘Etc’, realizado na Oi FM. Ele destaca as conversas com o grupo alemão Faust e o compositor americano Jonathan Richman.

“Ele disse que queria fazer um pocket show e só responderia a duas ou três perguntas. Foi quase uma performance. Depois, quando esperava o carro buscá-lo, ele ainda passou uns 15 minutos fazendo um som no violão para quem estivesse passando na rua”, brinca Massari, que é fã notório de Frank Zappa (1940-1993) e costuma inserir perguntas sobre ele nas conversas. “Quando acho que tem a ver, curto saber se o entrevistado gosta dele.”

Hoje, ele se dedica mais aos livros. “Quero voltar ao rádio, mas em TV nem tenho tanto interesse”, afirma ele, que prepara o livro ‘84’. “É sobre o ano de 1984, muito importante na minha vida. Foi quando fui fazer rádio e TV e passei um ano na Inglaterra.”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia