Dupla sertaneja Bruninho e Davi lança DVD em clima de descontração

Cantores admitem que gostam de beber e juram não entender o sucesso com as mulheres: ‘Somos dois anões’

Por clarissa.sardenberg

São Paulo - Desce uma gelada, desce duas, desce mais. O bate-papo que a dupla sertaneja Bruninho e Davi teve com o DIA foi regado a boas risadas e cerveja para esquentar o motor dos rapazes extrovertidos de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, que acabam de lançar o DVD ‘Ao Vivo em Campo Grande’, com participações de Jorge e Mateus e Michel Teló. Jovens (Bruninho tem 25 anos e Davi, 28), eles não escondem que adoram uma bagunça, festas, música boa e uns gorós. “Alguns sertanejos, como o João Bosco, nos chamam de bêbados até hoje, porque estamos sempre tomando uma. Mas diminuímos um pouco. Antigamente, fazíamos quatro shows e bebíamos nos quatro. Agora, fazemos 17 e bebemos em 15”, diz Bruninho, aos risos.

Mas tudo não passa de uma diversão que não atrapalha em nada a performance dos meninos nos palcos. No ano passado, a canção ‘Se Namorar Fosse Bom’ estourou nas rádios de todo o Brasil e tornou a dupla ainda mais conhecida. “Nessa época, a moda era pegar um tema e transformar em música. Muita gente fez letra falando de carro e com refrões que não falavam nada, tipo: baraberê, tchutchatcha, e nós não seguimos essa linha, trabalhamos na contramão porque fazemos o que tem a ver com a gente”, reforça Bruninho.

Davi (E) e Bruninho conquistam fãs e lançam DVD ‘Ao Vivo em Campo Grande’%2C com participações de Michel Teló e da dupla Jorge e MateusDivulgação

Pasmem. Foi Davi, que namora há nove anos, quem fez a canção que exalta a solteirice. “É uma brincadeira. Tenho um relacionamento muito bom, minha namorada já me conhecia antes de eu cantar e confia em mim”, comenta Davi. Ele tem apoio do amigo. “Já passou essa coisa de ela ter ciúmes. Ela só não gosta das ‘músicas da pirofagia’ (aquelas que fazem ferver a pista). Uma vez, o Davi baixou no celular uma música de hip hop estourada e ela apagou, porque sabia que era ‘da pirofagia’. Ela deve pensar: ‘Essa quando toca, eles devem arregaçar”.

Davi também afirma que é um cara sossegado e diz que a pegação fica por conta de seu parceiro de dupla. “Eu sou muito tranquilo, já o Bruninho pega todo mundo. E ele só quer as tops”, entrega Davi. “Pô, eu bagunço mesmo. Tem dias em que eu falo: ‘Segura esse camarim aí que hoje vou arregaçar’”, diverte-se Bruninho, que é solteiro e revela que acha muita famosa interessante. “Vou falar! Bruninho gosta da Thaila Ayala”, dispara Davi. “Ah, essa aí é a primeira da lista, mas é muito difícil para mim. Ela já pegou o Justin Timberlake, também pegou o homem que fez o filme ‘Homem Aranha’ (James Franco). Eu estou muito longe deles”, diz Bruninho, às gargalhadas.

Eles podem até fazer sucesso com a mulherada, mas garantem que não se acham bonitos. “Somos dois anões. Eu queria ser um pouco mais alto, tá ligada? Somos muito simples, mas é claro que com o tempo a gente deu uma melhoradinha, emagrecemos, cuidamos mais da aparência”, aponta Davi. “Eu discordo dessa coisa de dizer que fazemos sucesso por conta da beleza, porque não somos bonitos. Esse lance da histeria, do assédio da mulherada, a gente deixa para o Luan Santana, Lucas Lucco e Gusttavo Lima”, acrescenta Bruninho.

No estilo de se vestir, nada de predominar calças apertadas, xadrez e chapéu de couro. Eles se apresentam de bermuda jeans e camisa. “Não dá pra usar aquelas calças que dividem as coisas, não”, diz Davi, aos risos. Ao final do bate-papo, um saldo de quatro garrafas de cerveja e a esperança de que o sertanejo não tenha parado no tchutchatcha.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia