Mais Lidas

Nova temporada de 'Vila Sésamo' estreia na TV Brasil

Série infantil dos anos 70 volta repaginada e tem participação de famosos como MV Bill, Palmirinha, Emicida e Gaby Amarantos

Por gabriela.mattos

Rio - Depois de um hiato de dez anos sem novos episódios, as crianças (e adultos) poderão matar a saudade dos bonecos coloridos da série ‘Sésamo’ — a produção deixa de se chamar ‘Vila Sésamo’ — que volta ao ar hoje, às 13h30, na TV Brasil. São 52 episódios de 26 minutos cada um, com conteúdo educativo para todas as idades. “É fundamental ensinar através da arte. A arte é o caminho. O mundo está indo por um pensamento que, se a gente não transformar agora, tudo ficará ainda pior. O mau não consegue ficar na vibração da arte”, frisa Bete Rodrigues, diretora-geral da produção.

Um time de artistas foi convidado para participar da atração. Maria Fernanda Cândido, Bela Gil, Gaby Amarantos, MV Bill, Emicida e Palmirinha foram alguns deles. “A gente fez escolhas de pessoas que tenham identificação com criança ou trabalho ligado diretamente com infância ou que está na mídia. Tentamos ponderar, ver com a agenda de cada um, e também queríamos uma diversidade. Os americanos trabalham isso muito bem. Gostei muito do Emicida, não conhecia muito. Todo mundo veio de coração. É um programa que todos gostam. Na Palmirinha, fiz questão de dar um abração”, detalha a diretora.

Emicida e o personagem Elmo Divulgação

Na história, Abby vai à escola de fadas voadora para aprender, através de magia e encanto, como resolver problemas do cotidiano. Enquanto isso, Come Come tem seu próprio estúdio de filmes e se envolve em várias aventuras atrás de clássicos do cinema. Além disso, Grover chega de Grover 2.0, sempre pronto para ajudar a resolver os enigmas de outros monstrinhos em apuros. “A gente quis incentivar o uso da tecnologia da mesma forma que propomos ouvir histórias, brincar e se divertir com canções populares e lendas”, frisa.

Bete explica que fica muito orgulhosa de participar de um projeto como ‘Sésamo’ porque a atração, segundo ela, desenvolve o pensamento crítico dos pequenos. “O programa estimula as crianças e ajuda a formar um adulto mais responsável na hora de votar, sendo um ser humano mais gentil, amoroso, mais forte e suportando as coisas que a vida traz. A arte é fundamental para transformar e reciclar o pensamento. Os personagens são amigos, se ajudam. E as histórias são bem-humoradas. Espero que seja um sucesso”, torce.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia