Fábio Jr. - Gabriel Wickbold/Divulgação
Fábio Jr.Gabriel Wickbold/Divulgação
Por Gabriel Sobreira

Rio - Românticos e românticas de todas as gerações têm encontro marcado neste sábado com Fábio Jr. "Eu sou um cantor romântico, sempre cantei o amor. Não sei se agora estou mais ou menos (romântico), mas eu estou feliz, com meu coração em paz, talvez isso possa estar influenciando no 'meu romantismo'", avalia Fábio, que se apresenta amanhã, às 22h, no KM de Vantagens Hall RJ, na Barra da Tijuca.

Novidades

Aos 64 anos e casado com Fernanda Pascucci, o cantor conta que está em uma fase dedicada à composição. Seu mais recente álbum ('Fábio Jr') é de 2015. "Então pode pintar alguma novidade aí. Aguardem", faz mistério em tom de humor. Com a maturidade como na vida , Fábio Jr. prefere não ver os lados negativos que a idade traz. "Assim, neutralizo as (coisas) negativas. E eu acho que o que a maturidade me trouxe de positivo foi a experiência, os acertos e os erros. Tudo é um aprendizado", observa.

Balanço

Com 40 anos de carreira, Fábio Jr. diz que passou por momentos difíceis, igual a todo mundo. "Mas isso nunca me desanimou. Eu sempre soube o que eu queria para minha vida, nunca pensei em desistir dos meus sonhos e não me arrependo de nada. Acho que estaria arrependido se não tivesse seguido meus desejos, minha intuição", pondera.

Show

O show de amanhã será a única apresentação do artista na cidade e contará com sucessos como 'Só Você', 'O Que Que Há', 'Alma Gêmea' e 'Caça e Caçador', entre outros. "Ah, o Rio é minha segunda casa, né? Morei muitos anos no Rio de Janeiro. Sempre quando faço show aí a galera vai em peso", comemora o cantor, que voltou recentemente de uma turnê pela Europa. "Foi muito boa. Os brasileiros que vivem lá fora sentem falta da nossa cultura, da nossa música. Fui pra países que ainda não tinha feito show, como Suíça, e a receptividade foi incrível. Pessoas vieram da Alemanha para curtir o show em Zurique. Foi do caramba!", comemora, animado.

Emoção

No seu rico e vasto repertório, o cantor revela a música que mais o emociona. "Sem dúvida, a música 'Pai', porque foi a música que fiz pro meu pai, é uma declaração de amor a ele e foi a primeira música que me projetou no cenário musical como Fábio Jr.'", confessa.

Cleo

E por falar em pai, Cleo, filha do cantor com a atriz Gloria Pires, recentemente lançou um EP, 'Jungle Kid'. Pai coruja, Fábio Jr. fala sobre o trabalho da filha. "Ela é demais, né? Eu sempre dizia para a Cleo que ela canta muito, mas ela preferiu focar na carreira de atriz e na época não foi para o lado da música. Até que, em 2015, ela participou de uma faixa no meu CD. Acho que a partir daí ela começou a pegar gosto e agora está aí, cantando tudo. Vamos combinar, né? Nesse negócio de filho, eu mando bem para caramba", gaba-se, aos risos, o paizão orgulhoso.

Para a apresentação de amanhã, o cantor manda um recado aos fãs. "A moçada do Rio tem uma vibe muito boa, então tenho certeza de que iremos nos divertir muito. 'Obrigaduuuuuu'", vibra.

Você pode gostar
Comentários