Janaina Xavier fala da experiência como apresentadora no SporTV

Ela também fala sobre sua rotina de trabalho na Rússia

Por Do estagiário Gabriel Thomaz*

Janaina Xavier com a taça. Abaixo, com o marido Luiz Carlos Junior. E com o ex-jogador Xavi e o jornalista Sérgio Xavier
Janaina Xavier com a taça. Abaixo, com o marido Luiz Carlos Junior. E com o ex-jogador Xavi e o jornalista Sérgio Xavier -

A Copa do Mundo está chegando ao fim e já deixa no torcedor o sentimento de saudade. Para alguns, entretanto, a saudade não se refere apenas ao fim do maior evento de futebol do mundo. Há pouco mais de um mês longe de casa, a apresentadora do 'Planeta SporTV', Janaina Xavier, teve a missão de abrir os dias de competição logo cedo, fazendo um giro com correspondentes ao redor do mundo. Para diminuir a distância de casa, a jornalista teve o privilégio de contar com a presença do marido e narrador Luiz Carlos Junior, que também faz parte da equipe do canal.

"Essa parte de saudade é o mais difícil. Eu estou aqui com o meu marido de vez em quando, o que ajuda a amenizar. Nós deixamos a nossa filha de 8 anos e estou com muitas saudades", afirma Janaina. "Eu e Luiz já fizemos outras coberturas juntos, mas eventos mais rápidos de amistosos de Seleção e Libertadores. É bom porque é uma cobertura muito longa, então quando temos a chance de estar juntos, de poder falar de outras coisas, sair, jantar juntos, dá um gás extra para continuar", completa.

Momento especial

O Mundial da Rússia também representou uma realização profissional para Janaina. Apesar de ter participado da cobertura da Copa de 2014 pelo SporTV, este ano ela pôde pela primeira vez cobrir o evento fora de casa.

"É a minha primeira Copa fora do país, apesar de ter 22 anos de carreira, desde que comecei ainda na faculdade. Desta vez, deu certo e eu entendo que chegou na hora em que eu estava mais bem preparada para encarar esse desafio", avalia a apresentadora.

A mudança de função é outra novidade na carreira de Janaina. Depois de trabalhar como repórter durante 18 anos, a jornalista acredita que partir para o desafio de apresentar um programa foi algo natural. "Chega uma hora que você precisa buscar novos caminhos, sair um pouco da zona de conforto. Acho que já tinha cumprido o que tinha que fazer na reportagem. Foi o caminho natural e um grande desafio. Não é a mesma coisa, definitivamente, e eu ainda estou me descobrindo como apresentadora. A cada momento, entendo melhor como devo me colocar, me comportar", avalia.

Rotina

Acostumada a se exercitar, Janaina teve como desafio conseguir manter a rotina de treinos mesmo estando um longo período longe de casa. De acordo com a apresentadora, as atividades físicas a ajudavam a manter o foco no trabalho.

"Nas primeiras três semanas, eu foquei muito na disciplina. Ir para a academia, ou correr na rua, por exemplo, me ajudavam a manter o foco no trabalho. Agora é um pouco mais difícil por conta do cansaço, já não estou conseguindo mais manter a disciplina. Mas quando dá, eu sempre vou. Quando tenho um tempo livre, consigo passear, conhecer um restaurante, andar por Moscou", revela a apresentadora.

Deixa ela trabalhar

Em março, jornalistas que cobrem a área esportiva lançaram a campanha 'Deixa Ela Trabalhar', com o objetivo de lutar contra o machismo e o assédio moral e sexual sofrido nos estádios e redações. Para Janaina, o movimento conseguiu passar uma mensagem importante para a sociedade, mas o atual cenário de mulheres que cobrem o esporte ainda não é o ideal.

"O machismo está impregnado no dia a dia das mulheres no jornalismo esportivo ou não. Comecei há 22 anos e era muito diferente. Éramos pouquíssimas mulheres nesse universo, especialmente do futebol. Claro que teve muita resistência, muita desconfiança. Houve homens que tentaram tirar proveito dessa situação, se comportando de forma inadequada. Tive que ter paciência e insistir nas minhas convicções", lembra.

*Sob supervisão de Paulo Ricardo Moreira

Comentários

Últimas de Diversão