Rosane Gofman comemora sucesso de Ellen, em 'A Dona do Pedaço', e conta sobre sua visão da maternidade

Atriz diz que Josiane é 'inajudável'

Por Juliana Pimenta

Rosane Gofman comenta a virada da personagem de Maria da Paz
Rosane Gofman comenta a virada da personagem de Maria da Paz -

Rio - Braço direito de Maria da Paz (Juliana Paes), em 'A Dona do Pedaço', Ellen (Rosane Gofman) está prestes a ganhar um destaque ainda maior nessa terceira fase da novela. Depois de se apossar da mansão e da fábrica de bolos, Josiane (Agatha Moreira) vai começar a sofrer as consequências das suas maldades. Endividada, a vilã terá que pedir ajuda financeira até para se alimentar. Será a empregada da casa quem vai socorrer a moça.

"Ela ajuda emprestando dinheiro, mas a Josiane é 'inajudável'. Ela até tenta porque, mesmo que ela a maltrate, ela criou a menina e tem muito carinho por ela. Mas não acho que ninguém possa ajudá-la, porque ela é uma psicopata. Psicopatas não se modificam e não têm empatia", defende.

Rosane entende, inclusive, o distanciamento que Maria da Paz decide ter de Josiane. "Ela se afasta da filha, ela vai embora de casa. Ela tem a mesma impressão de que não dá mais para ajudar. Ela vê que não tem mais jeito".

Mesmo assim, a atriz tenta explicar a dificuldade que Maria da Paz enfrentou em enxergar as maldades da filha na trama. "Sentimento de mãe é uma coisa muito difícil de explicar. Nossos filhos estão acima de qualquer coisa na vida e a gente corre o risco de fechar os olhos. E tem mãe que é cega, mas a cegueira é por esse amor aos filhos. Mas não tem bula, só vivendo. Ser mãe é uma coisa muito difícil", justifica.

Sem poder contar muito sobre os próximos passos da personagem, Rosane garante que mais surpresas estão por vir. "Eu ainda não posso falar. Mas, ao que parece, a situação vai mudar de tal forma, que a Ellen vai viver uma outra história".

Duas vezes sucesso

Para a atriz, é muito fácil o público se identificar com a personagem. "As pessoas amam a Ellen e a novela. E, pode perguntar, todo mundo tem muita simpatia por ela. Ela é do bem, amiga".

Além de toda a repercussão de 'A Dona do Pedaço', Rosane também está no ar na reprise de 'Por Amor', em 'Vale a Pena Ver de Novo'. "É uma novela incrível, sempre que passa arrebenta. Todo mundo me pergunta da relação da Ellen e da Tadinha. As duas têm a mesma profissão e uma relação de fidelidade com as patroas".

Maternidade

Além da novela, Rosane está, até domingo, com a temporada da peça 'Eu Sempre Soube', na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema. O monólogo, sucesso de crítica e de público, fala sobre as percepções de uma mãe depois que o filho decide 'sair do armário' e se assumir gay. "Eu sou completamente apaixonada pelo texto. Chegou nas minhas mãos para eu fazer e eu sou muito feliz fazendo. Me sinto numa missão. Eu tenho que falar sobre isso, não tenho dúvidas".

Para a atriz, é papel político do artista dar visibilidade sobre questões como direitos da comunidade gay. "Eu acho que nós temos que falar sobre todos os casos de injustiça, essa é a nossa função. É tão estarrecedor que não tem como não ver a importância. Eu recebi muitos abraços de agradecimentos depois da peça. Muitas mães e outras pessoas que mudaram a forma como pensavam", conta.

Com três filhos e seis netos, Rosane conta que nunca viveu a experiência de ter filhos gays, mas que se espelha em outras pessoas da comunidade LGBTQ . "Eu tenho próximo a mim, na minha família, gente do universo gay. Eu convivo com muitos gays e isso é uma coisa da minha profissão. Graças a Deus as pessoas do meu meio têm liberdade para viver mais".

Fazendo um comparativo com Maria da Paz e com a mãe que interpreta na peça, Rosane aproveita para fazer uma reflexão sobre a maternidade que exerce. "Eu não sou uma mãe exemplo. Eu sou uma mãe alucinada pelos filhos. Meu amor é maior do que todas as coisas do mundo".

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários