DJ Hum divulga álbum instrumental que traça linha histórica entre suas produções de 1992 até 2018

Com 15 faixas, projeto reúne clássicos como "Senhorita", "Malandragem dá um Tempo" e "Sr. Tempo Bom"

Por O Dia

-
Rio - Apresentando uma parte da sua trajetória como compositor e produtor musical, DJ Hum lança discografia em versões instrumentais e edits, tracks conhecidas e outras mais underground. Disponível em todas as plataformas digitais, o registro reúne 15 faixas feitas entre 1992 e 2018.

Este é o primeiro álbum instrumental do artista, personagem expressivo da estação São Bento, dos bailes blacks de São Paulo e pioneiro na produção de beats e músicas do hip hop nacional, somando mais de 35 anos dedicados para essa cultura.

Logo na abertura, "Bem Vindos ao Show" (2013) do Louvit (SP) e "Atitude e Viver" (2013) do Rec Jay (rapper de Balneário Camboriú) são embaladas por samplers raros e estilo boom bap."Estilo de Vida" (2006) foi gravado pelo coletivo Motirô - reparem que essa usa o sampler do brasileiro Moacir Santos (April Child).

"1, 2, 3…Som" é um modern soul (2002). Originalmente com Lino Krizz e Gueto Jam, reúne uma atmosfera de programação e timbres que se misturam com a performance da banda.

"Fingi Que Não Vi" (2011), do grupo Matéria Rima, mantém a essência do groove no estilo funk beat. O charme está presente em "Madruga Soul", do grupo paulistano "Company Soul" (2004).

"Quero ver Você no Baile" (2002) é o remix (produzido pelo Dj Hum) e gravado por Paula Lima. "Malandragem dá um Tempo" e "Sr. Tempo Bom" são 2 clássicos do Hip Hop nacional. Faixas, do premiado álbum "Preste Atenção", de Thaíde e Dj Hum (1996), chegam em versão instrumental edit com trechos do refrão.

De 1992, trabalho nos apresenta outro clássico dos bailes. "Noite", na levada r&b, causou impacto nas pistas de black music, incluindo um icônico solo de scratch no final do som. Momento memorável por inspirar muitos djs nos anos 90.

O premiado hit "Senhorita" (2003), que não poderia ficar de fora dessa edição, foi gravada pelo coletivo Motirô com a participação do rapper Cabal.

Também do Motirô, "Ela é Sexy" (2006) tem feat do Fresh (SP Funk) que figura outra track do disco, com sua "Mãe Solteira" (2010) - uma versão Demo Tape que vem no estilo soul music.

"Cuidado" (Z Proibida) e "Freestylizando" (Instinto Urbano) são do CD Humbatuque Club (2004). Aliás, este álbum instrumental está repleto de amostras obscuras, evidenciando a versatilidade do Dj Hum, capaz de misturar o sampler, instrumentos orgânicos e músicos executantes em suas produções que, no início de carreira, eram feitas com fitas de rolo. Depois, já com a tecnologia no ar, passou pros computadores.

"Dj Hum - Instrumentais -Vol 1" faz parte de uma série composta por 4 álbuns, previstos para sair ainda neste ano. Do começo ao fim, beats de uma época que transformou e inspirou toda uma geração.

Ouça aqui: https://youtu.be/_lduEqFbupk

Comentários