Ex-Ronaldinha Viviane Brunieri está sem sexo há três anos
Ex-Ronaldinha Viviane Brunieri está sem sexo há três anosReprodução Internet
Por O Dia
Rio - Viviane Brunieri, de 44 anos, ficou conhecida na imprensa como Ronaldinha ao namorar com o jogador Ronaldo Fenômeno e posar nua para a capa da revista Playboy. Em entrevista à Quem, a atual missionária evangélica disse ter recusado, no começo deste ano, um convite milionário para estrelar um pornô plus size no Japão.
Publicidade
"Em janeiro, fui passar 45 dias no Japão para cuidar de documentos da minha empresa. Recebi uma mensagem de um produtor que trabalhou comigo na Copa do Mundo de 2002, na TV Fuji, que é a emissora de Tóquio, que me contratou e trabalhei até 2006 apresentando um quadro de futebol no programa do Sama Sam, apresentador mais famoso japonês. E ele me passou o contato de um dono de uma produtora das mais famosas de filme adulto. A reunião seria dia 7 de março", disse Vivi à revista Quem.
A missionária, que já ensinou oração para afastar desejo carnal, contou que o pornô plus size é uma tendência no Japão. "O dono dessa produtora disse que eles abriram recentemente um parque temático de pornografia e os clientes teriam acesso a beber junto com atrizes famosas. Eles viram em vídeos que eu tinha engordado bastante e estavam com uma demanda muito grande de plus size, diferentemente do padrão japonês, que durante muitos anos se interessou por mulheres muito magras. Os interesses dos homens têm mudado e eles estão procurando mulheres gordinhas", contou.
Publicidade
Mas ela garantiu que, desde o principio, a sua ideia era negar o convite. "Desde o primeiro contato, eu já tinha certeza que jamais faria pela minha conversão e minha vida atual como missionária evangélica. Mas decidi ir na reunião, porque pensei em meu coração com esperança de ser um canal de Deus naquele lugar", frisou Vivi, que já revelou, em outras situações, não ter passado por boas experiências no mundo pornô.
"A tentação foi grande. Eu fui jejuar e orar durante três dias para decidir. Acabei não indo porque prefiro permanecer na presença de Deus. Pensei até em quantas bênçãos e instituições poderia ajudar com esse dinheiro. Mas nada têm me faltado. Continuarei firme na presença dele, para seguir não cedendo às tentações", finalizou.