Coronavírus: ProEnem disponibiliza aulas gratuitas para estudantes que querem se preparar para o vestibular

Curso preparatório online já conta com uma turma aberta ao público de manhã e outra à noite

Por O Dia

O candidato deve informar endereço de e-mail, telefone fixo ou celular
O candidato deve informar endereço de e-mail, telefone fixo ou celular -
Rio - Diante da suspensão de aulas presenciais em muitas regiões do Brasil, seguindo as orientações de prevenção da Organização Mundial de Saúde por conta do coronavírus (Covid-19), o ProEnem disponibilizará aulas gratuitas para os estudantes que estão se preparando para o Exame.

O canal do Youtube, que tem como objetivo ser um curso preparatório online, já conta com conteúdo diário à noite, das 17h30 às 21h15, e decidiu criar uma nova turma aberta ao público, pela manhã, das 8h às 13h. Segundo Romulo Bolivar, um dos sócios e também professor de redação do canal, "a ampliação para todos faz parte do reconhecimento da função social da educação na transformação de muitas realidades, e do objetivo maior de o ProEnem colaborar para atenuar o impacto das atuais restrições”. As aulas são para revisão e atualização de conteúdos relacionados ao Enem e outros vestibulares, com dicas, resolução de exercícios e informações pertinentes, por meio de transmissão gratuita diária no Youtube.

“Nosso modelo alia ensino de alta qualidade, tecnologia de ponta e suporte pedagógico necessário para o sucesso dos alunos. E nunca deixamos a questão social de fora. Oferecemos aulas abertas desde nossa fundação, o que demonstra nossa proposta de atingir o máximo de pessoas que muitas vezes não podem arcar com os custos de um bom curso presencial”, declara Roberto Gonçalves, um dos idealizadores do ProEnem, acrescentando que, também em razão do combate à pandemia, o quadro presencial da empresa foi reduzido em praticamente 70%, com grande parte da equipe sendo mantida em home office. “Aos colaboradores que estão vindo está sendo disponibilizado transporte, evitando que eles circulem em transporte público.”

Comentários