Uerj oferece bolsas de R$ 4 mil a alunos do mestrado profissional

Serão oferecidas 10 vagas e as inscrições terminam nesta quinta-feira

Por O Dia

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) -
A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) irá oferecer bolsas aos alunos que cursam mestrado profissional em Controladoria e Gestão Pública, da Faculdade de Administração e Finanças. O estágio é remunerado e os mestrandos receberão bolsas de R$ 4 mil mensais. Serão oferecidas 10 vagas e as inscrições terminam nesta quinta-feira. 
A ação é em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e a Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secti). O secretário de Planejamento, Bruno Schettini, declarou que esta parceria "é uma forma de integrar o que há de melhor nas universidades e transformar a gestão governamental por meio de uma capacitação intensa. Ao trazermos os alunos para dentro da máquina pública, pretendemos fazer com que eles entendam os processos governamentais, colaborando para uma gestão mais eficaz, efetiva e transparente".
Durante o estágio, os alunos vão desenvolver a etapa de campo de suas dissertações, identificando as demandas e os problemas e também propondo soluções para o Governo do Estado. O programa de bolsas vai permitir que os estudantes possam colaborar diretamente nas ações políticas públicas junto aos órgãos do governo e atuar de acordo com o tema de pesquisa escolhido.

"Esse intercâmbio entre universidade e governo é de suma importância para o aprimoramento contínuo do serviço público. É uma oportunidade para que os alunos vivenciem, na prática, novos processos e aprendizados. É, sem dúvidas, uma troca de conhecimento que vai resultar em bons frutos para ambas as partes", afirmou o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues.
Segundo a coordenadora do mestrado profissional do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Gestão Pública da Uerj, Branca Regina Cantisano dos Santos e Silva, a iniciativa permite que os mestrandos possam ter uma formação que vai além do aspecto acadêmico.

"Estamos oferecendo experiências que permitirão que os estudantes façam parte do mercado de trabalho e da máquina pública, influenciando diretamente no direcionamento da gestão governamental" comentou.
Os futuros mestrandos serão selecionados após análise do Currículo Lattes e apresentação de um pré-projeto de pesquisa, com temas indicados pela Seplag e alinhados às linhas de pesquisa dos docentes da instituição.

Os temas são:

- Indicadores de políticas públicas aplicados ao monitoramento e à atualização do Plano Plurianual;

- Execução orçamentária alicerçada em projetos prioritários da Administração Pública;

- O Plano Plurianual (PPA) como instrumento de indução e aprimoramento de políticas públicas;

- Qualidade da despesa pública baseada em dados, com o objetivo de otimizar recursos e priorizar projetos;

- Uso de dados na busca de uma gestão mais eficaz e efetiva;

- A inovação como desafio necessário à administração pública;

- Análise ex-ante de uma iniciativa do Plano Plurianual;

- Desdobramento de uma política pública - da identificação do problema à programação no Plano Plurianual;

- Planejamento Governamental e Desenvolvimento Sustentável.

Comentários