EVO 2020 é cancelada após co-fundador ser acusado de pedofilia

Joey Cuellear, presidente e co-fundador da organização foi afastado

Por Caio Hansen

EVO 2020 é cancelada após co-fundador ser acusado de pedofilia
EVO 2020 é cancelada após co-fundador ser acusado de pedofilia -
A EVO 2020, competição anual de jogos de luta, emitiu um comunicado de cancelamento em seu perfil no Twitter. Tudo aconteceu após o presidente e co-fundador da organização, Joey Cuellear “Mr.Wizard”, ser acusado de assédio e pedofilia pelo usuário do twitter PyronIkari. Cuellear foi afastado da empresa.


PyronIkari, relatou que foi abusado duas vezes, uma aos 9 anos, por um grupo de abusadores em que Cuellear fazia parte, e outra aos 17, quando Jey fez uma aposta para ver suas partes íntimas.


NetherRealm, Capcom, e Bandai Namco cancelaram a participação de seus jogos no evento. Sajam, Sonic Fox, Alicia Xife, Tasty Steve e outros competidores e comentaristas também se retiraram da competição.

O evento presencial já havia sido cancelado para dar lugar a uma versão online por causa da pandemia do coronavírus. Algumas regiões haviam ficado de fora, entre elas o Brasil.

Comentários