TJ inocenta cunhado de Ana Hickmann

Por Istoé

Por três votos a zero, a 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) manteve por unanimidade, ontem, a decisão de primeira instância que considerou inocente Gustavo Côrrea, cunhado da apresentadora Ana Hickmann. Ele foi acusado de homicídio pela morte de Rodrigo Augusto de Pádua, fã armado que invadiu um hotel em Belo Horizonte (MG) e fez a artista refém, em maio de 2016.

Em seu perfil no Instagram, Hickmann comemorou a decisão. "Legítima defesa! Mais uma vez a justiça foi feita", escreveu. Gustavo acompanhou a sessão no tribunal. "Era o que eu esperava. Era o que a minha família esperava. Passava na minha cabeça. Na dos outros, não consigo saber", disse.

Ana Hickmann estava com sua equipe e se preparava para um evento de sua grife quando foi surpreendida pelo invasor, que entrou armado no quarto e rendeu a apresentadora, o cunhado e a mulher dele. As duas conseguiram escapar. Depois de lutar com Pádua, Gustavo o matou usando a arma do próprio invasor, com três tiros na nuca. Giovana Oliveira, mulher do cunhado da apresentadora, chegou a ser baleada. Ela se recuperou depois de cirurgia e internações em hospitais de Belo Horizonte e São Paulo. A promotoria, que não concorda com a tese de legítima defesa, pode recorrer da decisão.

Comentários