Conheça o príncipe que é o 'rei da gafe' da Família Real britânica

Não é de hoje que Philip carrega a imagem de grosseiro

Por iG , por Reginaldo Junior

Rainha Elizabeth II e Príncipe Philip, seu marido
Rainha Elizabeth II e Príncipe Philip, seu marido -
São Paulo - Em 2017, aos 96 anos, o Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II, resolveu aposentar-se da vida pública, o anúncio foi feito pelo Palácio Buckingham. Com o fim das aparições do consorte da soberana do Reino Unido, acabaram-se também as gafes que o nobre cometia publicamente.

São tantas gafes protagonizadas pelo marido da Rainha Elizabeth II que, em 2006, chegou às livrarias a obra "Duque do Perigo: A Sagacidade e a Sabedoria do Príncipe Philip ", que compila alguns dos comentários mais inconvenientes do consorte.
Como a Família Real é sempre um assunto em voga, o iG elaborou sua própria lista de gafes do nobre. Se você tinha uma imagem boa do Príncipe, se prepare, ela pode mudar.
"Não voará nunca, está muito gordo", disse o nobre a um menino de 13 anos que confessou a ele que sonhava em ser astronauta, em 2001.
"Como você faz para manter os nativos longe o suficiente da bebida para aprová-los no teste?", disse a um professor de auto-escola escocês se referindo a fama dos escoceses de grandes bebedores, 1995.
"Não, posso pegar uma doença horrorosa", disse ele quando se negou a acariciar um coala que lhe apresentaram em uma visita à Austrália, em 1992.
"Se vocês ficarem muito tempo, acabarão com os olhos puxados", disse ele dirigindo-se a um grupo de estudantes britânicos durante uma visita à China, em 1986.
"Parece que você vai para a cama", disse ele sobre as vestimentas do presidente nigeriano Olusegun Obasanjo, em 2003.

Bônus
"Todos queriam mais tempo livre. Agora se queixam de que não têm emprego", disse ele em uma das maiores recessões econômicas no Reino Unido, em 1981.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários