Japão permitirá criação de órgãos humanos em ratos e camundongos

Pedido foi feito por pesquisadores da Universidade de Tóquio para conduzir um estudo e criar pâncreas humanos em roedores

Por ISTOÉ ECONOMIA

Rato
Rato -

Japão - O Ministério de Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão abriu efetivamente a porta para a criação de órgãos humanos para transplante nos corpos de ratos e camundongos. O pedido foi feito por pesquisadores da Universidade de Tóquio para conduzir um estudo e criar pâncreas humanos em roedores.

“Finalmente, estamos em posição de iniciar estudos sérios neste campo após 10 anos de preparação”, disse Hiromitsu Nakauchi, um dos pesquisadores, ao jornal Asahi Shimbun. Os pesquisadores criarão óvulos fertilizados de ratos e camundongos manipulando genes e introduzindo células humanas neles, criando “embriões animais-humanos”.

Depois disso, vão transplantar os embriões a úteros de ratos ou camundongos. Pâncreas resultantes de células humanas irão crescer nos corpos dos roedores. Na comunidade científica há muita discussão, especialmente no campo dos questionamentos éticos, sobre experiências relacionadas ao tema.

Comentários