Mais Lidas

Papa pede fim da violência na Venezuela e respeito aos direitos humanos

Pontífice pediu a busca de 'soluções negociadas para a grave crise humanitária, social, política e econômica que está assolando a população'

Por thiago.antunes

Cidade do Vaticano - O papa Francisco fez hoje um pedido ao governo e à sociedade venezuelana para que evitem novas "formas de violência" e que os direitos humanos sejam respeitados no país.  Além disso, o pontífice pediu a busca de "soluções negociadas para a grave crise humanitária, social, política e econômica que está assolando a população" venezuelana.

O papa fez o comentário na Praça de São Pedro, no Vaticano, diante de milhares de fiéis aos quais disse: "Não param de chegar notícias dramáticas sobre a situação na Venezuela, com numerosos mortos, feridos e detidos".

"Enquanto me junto à dor dos familiares das vítimas, por quem rezo, faço um pedido cordial ao governo e a todos os componentes da sociedade venezuelana para que evitem novas formas de violência", disse o papa.

Algumas das manifestações convocadas nos últimos dias pela oposição venezuelana resultaram em violência e deixaram até agora um saldo de 29 mortes, cerca de 500 feridos e mais de mil detidos.

O pontífice acrescentou que confia à "santíssima Virgem Maria a intenção da paz, da reconciliação e da democracia naquele querido país", em referência à nação sul-americana.

Francisco também estendeu sua prece para outros países "que atravessam graves dificuldades" e mencionou expressamente a ex-república iugoslava da Macedônia, onde houve ataques ao Parlamento, com vários deputados feridos nos últimos dias.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia