Por bianca.lobianco

São Paulo - Um levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública constatou que a cada 10 minutos, uma pessoa é assassinada no Brasil. Os dados de 2013 foram divulgados nesta terça-feira durante a 8ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em São Paulo.

De acordo com o relatório, quase seis pessoas são mortas a cada uma hora no país, em comparação com o mesmo período do ano passado. Mais de 50 mil foram vítimas de homicídios dolosos, correspondendo a 5,8 pessoas assassinadas a cada hora. O resultado equivale à taxa de 25,2 vítimas a cada conjunto de 100 mil pessoas.

Relatório mostra que a polícia do Rio é a que mais mata

O documento também mostra que houve redução de 2,6% na taxa de homícios na comparação com o mesmo período do ano de 2012, que era de 25,9.

Em 2013, o estado que teve o maior número de mortos foi a Bahia, com 5.440. A taxa é equivalente a 36,1 a cada grupo de 100 mil pessoas. Já em relação às vítimas, o estado de Alagoas registrou a taxa mais alta do país: 64,7 vítimas a cada 100 mil pessoas.

Para o Fórum é possível reduzir as taxas de homicídio em 65,5% até 2030. O fato implicaria em uma melhora de 5,7% ao ano. A projeção se baseia "na análise de comportamento de diminuição de homicídios no estado de São Paulo, a partir da década de 1990, em um trabalho desenvolvido a pedido do Instituto Lafer, e nas experiências de Pernambuco, Rio de Janeiro e Minas Gerais", diz o documento.

Estupros

Segundo o levantamento, o país registrou no ano de 2013, 50.320 casos de esturpro. O equivalente a 96 a mais na comparação com o ano de 2012. Apesar do aumento, o Fórum entende como uma estabilização, mas estima-se que o Brasil tenha registrado cerca de 143 mil estupros durante o ano de 2013.

Você pode gostar