Cinzas de vulcão chileno são vistas no Rio Grande do Sul e Santa Catarina

O vulcão Calbuco, que está em atividade desde a última quarta-feira, já entrou em erupção duas vezes

Por luis.araujo

Porto Alegre - As cinzas do vulcão Calbuco, em erupção no Chile, já foram vistas na manhã deste sábado no litoral de Santa Catarina e também na região do Vale do Itajaí (RS). Na última sexta-feira, os moradores de Porto Alegre e Santa Maria já haviam relatado que viram cinzas no céu do Rio Grande do Sul.

O vulcão Calbuco, que está em atividade desde a última quarta-feira, já entrou em erupção duas vezes, expelindo colunas de fumaça e cinzas a vários quilômetros de altura. O vulcão não registrava atividades de erupção há mais de meio século.

Fumaça e cinzas do vulcão Calbuco surgem no céu visto da cidade de Puerto Montt%2C no ChileRafael Arenas / Reuters

O Calbuco fica em uma região turística, a 900 quilômetros (Km) da capital chilena, Santiago. O governo chileno evacuou a área e decretou estado de exceção nas cidades próximas.

Saiba mais: Autoridades advertem sobre risco de nova erupção de vulcão no Chile

E mais: Cinzas do vulcão Calbuco chegam à Argentina e voos continuam cancelados

Por conta das cinzas, os voos para Puerto Montt, no Chile, e Bariloche, na Argentina, foram cancelados. De acordo com as empresas Aerolineas Argentinas e Austral, também foram cancelados dois voos para Neuquén e um voo para Chapelco.

No Brasil, as companhias aéreas TAM e Gol informaram que nenhum voo foi cancelado devido às cinzas que estão vindo para o país. No Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, até as 10h apenas um voo havia sido cancelado. De acordo com a Infraero, o cancelamento não teve nenhuma relação com a erupção do vulcão.

Reportegem de Pollyane Marques

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia