Ceia da Páscoa varia até 63%

Diferença de preço é grande entre supermercados do Rio. Consumidores devem pesquisar

Por bferreira

Rio - Os preços dos itens da ceia de Páscoa variam até 63% no Rio, dependendo do estabelecimento. Por isso, para pagar mais barato, o consumidor deve pesquisar antes de encher o carrinho nos mercados. Em alguns casos, a saída é comprar os produtos em lugares diferentes.

A maior variação encontrada pelo DIA foi no valor cobrado pela garrafa de azeite extra virgem de 500ml, que custa R$ 10,98 em um supermercado e sai por R$17,99 em outro, ambos no Centro da cidade.

O bacalhau do Porto vem em seguida, com 56% de diferença no custo. Os preços vão de R$22,90 a R$ 35,80, o quilo do produto. Apesar de ser mais caro, o bacalhau do Porto Imperial teve oscilação menor, de 33%. Foram encontrados valores entre R$ 29,80 e R$ 39,90 nos supermercados.

A batata foi um dos itens da ceia com maior diferença de preços (55%), de R$ 4,78 a R$ 7,45, o quilo. Em março, o produto foi o destaque na inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), com alta de 35,05% no mês. Já com relação à cebola, foi percebida variação de 41% entre os estabelecimentos, com o preço do quilo oscilando de R$ 2,39 a R$3,39.

Professor de varejo do MBA da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Daniel Plá aconselha fazer as compras em grupo, para conseguir descontos. “Se a família se unir, pode comprar no Cadeg ou no atacado. Dessa forma, é possível economizar até 40%”, afirma.

Além disso, ele ensina que o consumidor precisa sair de casa com a lista de compras já pronta. “Evitar levar itens por impulso reduz os gastos em 50%”, diz.

É importante dar preferência aos produtos da época e substituir os que estão mais caros, como a batata e o tomate. Porém, investir em um azeite de qualidade pode fazer a diferença durante as refeições.

“A Páscoa é um momento especial. Um bom azeite rende mais e valoriza a comida. Se a pessoa já economizou em outras coisas, vale a pena gastar um pouco mais com esse item”, aconselha.

A estudante Ingra Ianne Ornelas, 22 anos, não dispensa azeite mesmo no dia a dia. Geralmente, ela compra a garrafa de extra virgem, mas na Páscoa pretende levar um produto ainda mais especial. “Azeite é essencial e atualmente o preço é acessível. Não compensa economizar nisso”, avalia.

Bacalhau pode ser substituído por peixes mais baratos

O bacalhau é tradicional na Páscoa, mas se estiver caro, pode ser substituído para não pesar orçamento da família. “É preciso ser criativo. Qualquer outro peixe, bem apresentado, fica bem na ceia”, conta Plá.

A aposentada Maria Heroene de Mattos, 87 anos, sempre reúne a família e as amigas na data. Para economizar, ela prepara moqueca ou ensopado. “Assim, posso usar peixes mais baratos e a comida rende mais”, diz.

Este ano, ela vai deixar a batata de fora do almoço. “O preço aumentou muito. Eu ia comprar, mas depois desisti”. Para substituir, Maria Heroene optou por legumes, como cenoura, chuchu e abóbora.

Gasto médio será de R$ 99

A pesquisa do Sistema Comércio RJ, divulgada esta semana pela Federação do Comércio do Estado do Rio, mostrou que quase metade dos brasileiros pretende presentear alguém na Páscoa. A expectativa do gasto médio por consumidor será de R$ 99.

Apesar dos preços nas alturas, os ovos de chocolate ainda são a opção preferida para dar de presente (81,4%), seguidos por bombons (31,7%) e bichos de pelúcia (2,8%).

Para Daniel Plá, o mais vantajoso é comprar bombons e barras de chocolate. “As crianças acima de 7 anos já não ligam tanto para os brindes que vêm nos ovos. Muitas preferem ganhar bombons, que têm mais chocolate”, diz. Segundo o professor, ovos de Páscoa chegam a custar dez vezes mais que o mesmo chocolate em barra.

Além do doce, a data comemorativa aqueceu as vendas em outros setores do comércio. Livros, bichos de pelúcia e objetos de decoração são opções de presentes para o período.

Na livraria Nobel, no Center Shopping, o livro Loucuras de Chocolates, por exemplo, sai a R$ 69,90. Já na Imaginarium do Plaza Shopping Niterói é possível encontrar luminárias em formato de coelho e cupcake por R$ 99,99.

A loja Uatt, no Recreio Shopping, vende pelúcia de coelho com bolso para rechear de chocolates por R$ 74,90. No West Shopping, o copo de porcelana com estampa de coelhinho sai a R$ 44,90 na Paper Park. A Tok&Stok do Norte Shopping tem coelho porta-algodão a R$ 59,99.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia