Complexo do Alemão comemora um ano de Estações Culturais

Eventos que acontecem todos os sábados nas seis estações do teleférico mobilizam até 500 pessoas que vivem e produzem na favela

Por bianca.lobianco

Rio - Hoje é dia de festa no Alemão. Há um ano começava o projeto Estações Culturais, que deu visibilidade ao trabalho social de 10 perquenas ONGs locais. Segundo o coordenador do programa, Reginaldo de Lima, os eventos que acontecem todos os sábados nas seis estações do teleférico mobilizam até 500 pessoas que vivem e produzem na favela — de teatro a música, passando por balé, hip hop e arte. Para festejar a data, a atividade de hoje promete ser frenética, com eventos acontecendo simultaneamente das 13h às 18h. “Foram mais de 300 apresentações este ano”, conta Reginaldo. “O projeto rompe paradigmas. Nunca as pessoas que movimentavam o Alemão com seus trabalhos tiveram visibilidade. Agora têm.” A queda no movimento por conta do noticiário sobre a violência já foi superada, diz Reginaldo. “Há três semanas a situação se acalmou e o turista está voltando.” 

Complexo do Alemão comemora um ano de estações culturaisFernando Souza / Agência O Dia

A jornalista Simone Ronzani segue com seu projeto ‘Recontando’, onde os fatos do dia a dia são narrados em linguagem para a garotada entender o mundo dos adultos. A última foi uma entrevista com o capitão bombeiro Taranto, que ‘recontou’ o trabalho da corporação.

DESRESPEITO NO ‘VIDIGA’

Os moradores do Alto Vidigal, onde ficam bares e hostels da favela, têm sido vítima de uma prática comum no asfalto: o desrespeito aos pedestres. Semana passada o senhor da foto tentou sair de casa e, ao chegar ao fim da escadaria, deparou com uma moto fechando a passagem. A Associação de Moradores já pediu providências à Guarda Municipal.

‘PAZCOA’ NO ALEMÃO

A campanha PazCoa no Alemão, de Rene Silva, do jornal ‘A Voz da Comunidade’, ganhou um aliado de peso para chegar ao recorde de 6 mil crianças presenteadas com chocolate: a Sociedade Hípica Brasileira doou centenas de ovos. A ponte foi feita pelo humorista Hélio de La Peña. Rene espera arrecadar até quarta mais 1.500 ovos ou caixas de bombons.

ESPORTE NO FALLET 1

Com mais de 200 crianças inscritas em seus cursos de esporte, a Associação de Moradores do Fallet (Amavale) compilou os números e fez o ranking das preferências da garotada: o jiu-jítsu, com 158 alunos, é disparado o esporte preferido dos moradores. Em segundo lugar vem a capoeira do Mestre João Kanoa, cego, com 71 jovens jogando na quadra.

ESPORTE NO FALLET 2

Mas o judô, bancado pela Adidas, está se aproximando. Há apenas duas semanas na comunidade, o esporte olímpico já tem 52 alunos — um recorde. As novidades não param. Flávio Mazzaro, da Amavale, espera para breve o início das aulas de boxe. “Quando começamos, há três anos, eram apenas seis crianças”, diz Fafá. “Hoje não sei onde boto tantos alunos.”

DESENVOLVIMENTO SOLIDÁRIO NA MARÉ

A Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico Solidário do Rio está com um pé no Complexo da Maré. A proposta é capacitar moradores da comunidade a desenvolver suas produções artesanais e escoá-las para o asfalto através das Feiras Solidárias. A sede do projeto, que orienta a gestão do negócio, foi emprestada pela Cufa (Central Única de Favelas) e passa por reformas. Hoje, por exemplo, acontecerá nova versão da feira, na Praça General Osório, em Ipanema, que terá a produção de 100 famílias abrangidas pelo projeto.

AGENDA

SANTA MARTA
Andréia Miranda inaugura amanhã o Santa Marta Souvenirs, loja bem na entrada da Laje do Michael, Estação 3 do Santa Marta, com uma feijoada e samba de raiz.

BAZAR POR GRAMACHO
Toda quarta, às 14h, a ONG Corrente pelo Bem promove um bazar em favor das crianças do Lixão de Gramacho no Hostel Contemporâneo. Rua Bambina 158, Botafogo.

LIVROS NA TIJUCA
O projeto Mais Leitura estará de segunda a sexta na Estação São Francisco Xavier, acesso Matriz, com livros de ação, romance, aventura e até combos com gibis a R$ 2 e R$ 3.

EXPOSIÇÃO NO TABAJARAS
Hoje e amanhã a Ladeira dos Tabajaras receberá a exposição Mulheres Azuis, da artista plástica Clarice Azul, das 14h às 20h. Ladeira dos Tabajaras 155, sala 801, Copacabana.




Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia