Mais Lidas

Assessor de Caetano Veloso relata episódio de racismo em festa

Danilo Rodrigues contou para a coluna detalhes do episódio.

Por leo.martinez

Danilo RodriguesArquivo Pessoal / Divulgação

Danilo Rodrigues Dutra, assessor de Caetano Veloso e coordenador de comunicação na empresa Uns produções e filmes, procurou a coluna para relatar um episódio de racismo que sofreu com sua família no último domingo, na festa ‘Bendito Domingo’, realizada no Grajaú, na Zona Norte do Rio.

De acordo com Danilo, o o sócio do evento, Fernando Reinaldo, impediu a sua entrada no local alegando que ele estava usando chinelos. “Estava de bermuda, camisa e chinelo. Enquanto ele me reprimia, saía do clube um grupo de pessoas brancas, de bermuda, camisa e chinelo. Tinha até criança, menor de idade, também com chinelo e que teoricamente não poderia estar ali, em um evento com bebidas”, relatou Danilo. 

O assessor de Caetano também destacou um outro episódio polêmico registrado na página oficial da festa, no Facebook. “Vi o relato de um fotógrafo, que dizia assim: ‘Eu fui contratado para fazer fotos espontâneas de gente bonita e feliz e de estrutura. A ideia era vender um evento bacana. Mas o evento não oferecia essas condições e ao pontuar isso para o produtor Vinícius (Rodrigues), o mesmo se exaltou e me fez ameaças, me agredindo verbalmente e fisicamente’. Quer dizer então que a produção queria fazer um evento para pessoas bonitas e bem vestidas, mas como não conseguiram mostrar isso através das fotos, resolveram barrar quem julgavam inadequados para aquele ambiente? Em que mundo estamos? Fui como convidado do evento por uma das sócias, que chamou o Fernando para entender a situação. O mesmo fez questão de repetir que ali não era lugar pra eu estar do jeito que estava, cheguei a perguntar se ele teria coragem de responder isso amanhã, quando o processaria, e na maior cara de pau ele disse que sim. Não basta ser preconceituoso e intolerante, tem que ser abusado e mau caráter. Esse tipo de coisa é inadmissível, não pode acontecer com ninguém”.

Procurado pela coluna, Fernando Reinaldo emitiu uma nota de esclarecimento. Leia a íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A equipe do Bendito Domingo, vem a Público esclarecer 2 (dois) acontecimentos relacionados a última edição do evento, no dia 05 de março de 2017. Houve uma falha em nossa organização, onde deixamos de especificar sobre o calçado em nossa descrição do Evento. Lamentamos muito o ocorrido e trabalharemos em dobro para apresentar sempre o melhor para o nosso público.

Gostaríamos de pedir desculpas ao "Danilo Rodrigues", que foi impedido de entrar no evento por estar de chinelos. Gostaríamos de frisar que repudiamos qualquer tipo de discriminação racial, de gênero, orientação sexual, religiosa, entre outros, porém, houve um mal entendido e equívoco que trouxe um enorme desconforto para nós, em virtude que Danilo, pressupôs que não poderia adentrar por conta de ser afrodescentende e estar de chinelo,
sendo veículada notícia em jornal de grande circulação e em sua página no facebook.

Mais do que a tipificação como crime, o racismo é uma das formas mais vergonhosas de deformação social. Por este motivo ser acusado de conduta racista causa enorme desconforto aos integrantes da produção do
Bendito Domingo que nunca agiu baseado em critérios ditados pela tonalidade da pele.  Já entramos em contato com o denunciante a quem nos desculpamos pelo transtorno e acreditamos que o equívoco tenha sido esclarecido. Outra infeliz ocorrência foi a contratação de um fotógrafo terceizado, chamado Raphael Medeiros, que nós admirávamos muito o trabalho, porém, em seu primeiro evento conosco, constatamos uma grande deselegância por parte dele com nosso público, se recusando a continuar seu trabalho, alegando que o evento não oferecia uma estrutura de pessoas bonitas, entre outros motivos fúteis. Nós, organizadores, quando tomamos ciência, o dirigimos ao setor de pagamentos e o dispensamos imediatamente. Estamos sempre trabalhando para fazer uma festa linda para vocês."



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia