Por
Publicado 14/12/2017 19:24 | Atualizado 14/12/2017 22:22

O DIA apurou que o Ministério Público vai abrir uma ação penal contra o Flamengo. O órgão afirma que o time tinha responsabilidades pela segurança do interior do estádio, evitando que confusões fossem causadas.

O presidente da Comissão Judiciária de Articulação dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais em Eventos Esportivos, Culturais e Grandes Eventos (Cejesp), o desembargador Mauro Martins, afirmou que todos os torcedores envolvidos na confusão serão "identificados, responderão criminalmente e serão levados à Justiça".

A Polícia Civil informou que vai usar imagens de câmeras de segurança do Maracanã, do entorno e de emissoras de TVs para identificar as pessoas que invadiram, depredaram e participaram da confusão de quarta-feira. Assim que identificados, informou que todos serão chamados para prestarem depoimentos. Caso condenados, as penas variam de impedimentos de irem aos estádios até a prisão preventiva dos envolvidos.

Você pode gostar
Comentários