Os pedidos para 2018

Personalidades do vôlei revelam o que desejam para este ano

Por O Dia

A central Thaisa trabalha com o preparador físico Zé Elias na sua reabilitação
A central Thaisa trabalha com o preparador físico Zé Elias na sua reabilitação -

Personalidades do vôlei revelaram ao blog os seus pedidos para 2018. A bicampeã olímpica Thaisa, do Hinode Barueri (SP), está voltada para a recuperação da cirurgia no joelho esquerdo, realizada em junho: “Meu pedido é que a cicatrização do meu joelho seja abençoada para que fique 100% e eu possa continuar desempenhando o vôlei da melhor maneira possível. E peço saúde sempre para todos, porque o resto a gente vai atrás”.

O levantador Rapha, do EMS-Taubaté-Funvic (SP), também revelou seus desejos: "A primeira coisa é agradecer. Todo ano agradeço pela vida, pela oportunidade de fazer o que eu amo, pela minha família, pela saúde. Peço para 2018 muita saúde, muito vôlei e que o mundo tenha um pouco mais de paz”.

A bicampeã olímpica Fabi, do Sesc RJ, quer saúde para seguir em alto nível nas quadras aos 37 anos. "Paz, saúde para seguir trabalhando no vôlei, que é a minha paixão, e que possamos ter mais solidariedade em 2018!". A equipe carioca é a segunda colocada na Superliga, com 34 pontos, atrás do Dentil-Praia Clube, de Uberlândia (MG), com 39. 

No time masculino do Sesc RJ, o campeão olímpico Maurício Borges torce para que seus companheiros estejam bem. O time carioca lidera a Superliga, com 31 pontos em 12 partidas, enquanto o Sada Cruzeiro tem 30, mas um jogo a menos. "Eu quero que a galera do meu time jogue bem, que o Sesc vá bem, que não aconteça de ninguém machucar, que Deus abençoe todo mundo para ter saúde para jogar bem e que tudo corra bem para a gente".

Técnico do time, o bicampeão olímpico Giovane Gávio também revelou seu pedido: "Na verdade, só peço saúde para lutar por meus sonhos".

 

 

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários