Por Paulo Capelli

Rio - O deputado federal Miro Teixeira (Pros-RJ) está na mira do PSB e poderá até mesmo ser o candidato do partido na disputa ao governo do estado. O principal entusiasta é o presidente do PSB fluminense, o deputado federal Hugo Leal, que, quando esteve no Pros, foi colega de bancada de Teixeira na Câmara dos Deputados. Os que apoiam a ideia acreditam que, apesar da longa experiência de Teixeira na política exerce seu 11º mandato em Brasília , ele não padece do desgaste de imagem que acomete a maioria da classe.

Leal terá, porém, que convencer a maioria do partido. Em janeiro, tentou levar Eduardo Paes (MDB) para o PSB, mas a operação fracassou e ocasionou uma troca de farpas pública entre o ex-prefeito do Rio e o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira.

Em busca de reforço

O PSB, que expulsou sete deputados federais que votaram a favor do governo Temer em matérias como a Reforma Trabalhista, busca agora reforçar seus quadros com parlamentares identificados com a esquerda. No Rio, convidou Alessandro Molon (Rede), que estuda a possibilidade. Já com o deputado estadual Carlos Minc (sem partido), as conversas estão pra lá de adiantadas.

Possível debandada

Outro partido que terá que se reforçar é o MDB fluminense. Além do secretário municipal de Assistência Social, Pedro Fernandes, que como o Informe antecipou na quarta deixará o partido, também devem sair os deputados federais Alexandre Serfiotis, Altineu Côrtes, Celso Pansera, Laura Carneiro, Pedro Paulo Carvalho e o suplente Wilson Beserra. Além, é claro, do pré-candidato ao Palácio Guanabara Eduardo Paes.

A caminho do PR?

Altineu Côrtes conversa com o PR. Diz que pode levar, ainda, o deputado federal Luiz Carlos Ramos e o deputado estadual Dica, ambos do Podemos. Mas, para isso, pleiteia a presidência do partido no estado. E é aí que surgem resistências dos deputados federais Alexandre Valle (PR) e Marcelo Delaroli (PR).

Psol bate o martelo

Membro da Coordenação Nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos deve bater o martelo se será candidato à Presidência pelo Psol na 'Conferência da Cidadania', que reunirá movimentos sociais nos dias 3 e 4 em São Paulo.

Transferência de rede

O governo estadual doará dois Cieps (049 e 446), que estavam desativados há anos, para a Prefeitura de Niterói. Pezão e o secretário de Educação, Wagner Victer, formalizarão o ato no dia 20.

Você pode gostar
Comentários