Rebolado de vereador no plenário da Câmara afasta evangélicos

Pastor e parlamentar Otoni de Paula causou polêmica e revoltou membros da igreja da qual ele participa

Por CÁSSIO BRUNO

O vereador Otoni de Paula (PSC) na Assembleia de Deus Ministério Missão Vida, filial da Barra da Tijuca
O vereador Otoni de Paula (PSC) na Assembleia de Deus Ministério Missão Vida, filial da Barra da Tijuca -

Rio - Já começou a debandada de fiéis da Assembleia de Deus Ministério Missão Vida. Com perfil conservador, boa parte dos frequentadores das filiais da igreja, no Colégio e na Barra da Tijuca, reprovou o comportamento de seu comandante, o pastor e vereador Otoni de Paula (PSC). Os dois templos têm capacidade para cerca de três mil pessoas. Na foto, ele participa de um dos cultos.

Na sessão da última quinta-feira, Otoni de Paula rebolou no plenário e deu uma "banana" à plateia. A postura do vereador, que foi contra o pedido de impeachment do prefeito Marcelo Crivella (PRB), causou polêmica e revoltou alguns fiéis. Procurado pelo Informe, o parlamentar, por meio da assessoria de imprensa, negou.

O dia seguinte

O vereador pregou normalmente nos cultos no dia seguinte à polêmica, mas, antes, tentou se explicar. Atacou a imprensa e defendeu a reunião secreta de Crivella. "Entre o maconheiro (Marcelo Freixo, do Psol) e o pastor, o Rio elegeu o pastor (para prefeito)", disse Otoni de Paula.

Dançou de novo

O parlamentar repetiu a dancinha na igreja. "Desci da tribuna, olhei para os esquerdopatas e fiz um gesto de que não tinha medo", afirmou, rebolando em seguida. "Só não pode falar que fiz uma dança homofóbica".

Aliás...

Otoni de Paula lança amanhã, às 19h, a pré-candidatura a deputado federal. O evento será no Clube Municipal da Tijuca.

Turismo

Pré-candidato à Presidência pelo Psol, Guilherme Boulos veio ao Rio, na quinta, a turismo. Participou de roda de samba com membros do partido e comeu pastel no Botequim Vaca Atolada.

Vazamento

Sabe a operação de sexta do Ministério Público para prender fiscais da prefeitura suspeitos de cobrar propina de barraqueiros nas praias? A ação vazou no dia anterior para Eduardo Laviola, coordenador de Controle Urbano da Secretaria de Fazenda. Uma andorinha da Gaiola de Ouro o avisou e o rapaz sumiu.

Sem contato

A vereadora Rosa Fernandes (MDB) nega ter procurado Marcelo Crivella após ter perdido cargos na prefeitura.

Irregularidades

O Ministério Público pediu à Justiça o fim de um convênio da prefeitura de Queimados com a Cedae para abastecimento de água e saneamento.

Impulsionamento

O advogado especializado em Direito Eleitoral Carlos Frota atenta para a campanha na internet: candidato ou partido só poderão impulsionar propagandas positivas. Caso contrário, a multa chega a R$ 30 mil ou ao dobro pago na postagem. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários