Interior do estado vira foco dos candidatos ao governo do Rio

Pesquisas encomendadas pelo ex-prefeito do Rio apontam que é nessa área que ele é mais desconhecido e também onde se encontra a maior parcela de eleitores que ainda não definiram o voto

Por Paula Capelli

Propaganda na TV começa nesta sexta
Propaganda na TV começa nesta sexta -

De nos olho nos votos do interior, Romário, candidato do Podemos ao Palácio Guanabara, prometerá em sua campanha que, se eleito, despachará uma vez por mês com todo o secretariado em um município do interior do estado, em esquema de rodízio.

O interior virou também o grande foco de Eduardo Paes (DEM) neste começo de campanha. Pesquisas encomendadas pelo ex-prefeito do Rio apontam que é nessa área que ele é mais desconhecido e também onde se encontra a maior parcela de eleitores que ainda não definiram o voto.

Dado alarmante

Segundo Marcus Vinicius, inspetor do Tribunal de Contas do Município, apenas 3,6% das 195 escolas do Rio visitadas têm estruturas físicas consideradas boas. Um retrocesso em relação ao ano de 2016, quando eram 4,7%. O integrante do TCM disse ao vereador Célio Lupparelli (DEM) que a gestão passada priorizou a construção de novas escolas e que os recursos para manutenção minguaram. Daí a piora na estrutura.

Civilidade

Por coincidência, dois candidatos ao governo, um de esquerda e outro de direita, encontraram-se ontem no calçadão de Nova Iguaçu. Tarcísio Motta (Psol) e Wilson Witzel (PSC) se cumprimentaram com cordialidade, e o segundo emendou: "Eduardo Paes (DEM) acha que está no segundo turno, mas você e eu é que vamos estar lá!"

Tempo integral

A Secretaria Estadual de Educação anunciará em outubro que mais 55 escolas com tempo integral focado no ensino profissionalizante em empreendedorismo. "Somadas às outras 80 instaladas nos últimos três anos, serão implementadas mais escolas em tempo integral profissionalizante nessa gestão do que em qualquer outro governo", gaba-se o secretário Wagner Victer.

Nota publicada ontem

Sobre a delação de Carlos Miranda, ex-operador de Sérgio Cabral, a assessoria de Wagner Montes (PRB) diz que o deputado estadual "jamais recebeu doação através de caixa 2 para financiamento de campanha". E que Montes não se candidatou ao Palácio Guanabara em 2014 por uma decisão de seu partido, o PRB, e não por influência do ex-governador. Montes diz que processará Miranda.

Sem mandato, mas...

Na vaquinha virtual, novidade dessa eleição, uma curiosidade chama a atenção no PT do Rio. Quem mais arrecadou fundos para concorrer à Alerj até agora foi Robson Leite (R$ 10 mil), que não tem mandato. É mais do que os quatro deputados do partido.

Aliança feminina

A deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), que tentará a reeleição, faz dobradinha com 16 candidatas de seu partido que buscam vaga na Alerj.

Atualiza, Fla!

Quatro jogadores ilustram o site oficial das escolinhas de futebol do Flamengo. Dois deles já não jogam no clube Vinicius Júnior, do Real Madrid, e Guerrero, do Internacional). Seria saudade?

Comentários