Quaquá defende que PT não lance candidato à presidência da Câmara

Deputado federal eleito nega que a opção pelo centro seja motivada por eventual dificuldade do PT de conseguir maioria para eleger o presidente do Parlamento

Por PAULO CAPPELLI

Presidente do PT-RJ, Washington Quaquá
Presidente do PT-RJ, Washington Quaquá -

Rio - Presidente do PT-RJ, Washington Quaquá, que obteve 74 mil votos para deputado federal, defende que o partido não lance candidato à presidência da Câmara dos Deputados, mas que apoie um nome do centro. "Apesar de o PT manter a maior bancada, com 58 deputados, acredito que o momento é de defendermos a democracia e os direitos sociais. A prioridade é fazer as contenções democráticas", afirma.

Quaquá nega que a opção pelo centro seja motivada por eventual dificuldade do PT de conseguir maioria para eleger o presidente do Parlamento, já que o PSL de Bolsonaro tem a segunda maior bancada da Câmara: "Temos aliados no centro e na direita, mas o foco agora é aglutinar os democratas para não retrocedermos a um período anterior ao da Constituição", diz o petista.

Secretário de Saúde?

Superintendente do Hospital Universitário Gafrée Guinle, da Unirio, Fernando Ferry é cotado pelo governador eleito, Wilson Witzel (PSC), para ser o futuro secretário de Saúde. Outro nome avaliado é o de Edmar dos Santos, diretor do Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Uerj.

Glória a Deusssssssss

Após a performática campanha à presidência da República, o evangélico Cabo Daciolo (Patriota) apareceu dia desses no católico Colégio Santo Agostinho, na Barra da Tijuca, para buscar os filhos. E logo surgiu uma fila de crianças e adolescentes querendo uma selfie. No que, bem-humorado, Daciolo respondeu: "Vocês têm certeza de que querem uma foto? Os pais de vocês devem ter votado em outro candidato."

Falando em escola...

Braço direito de Flávio Bolsonaro (PSL), o deputado estadual eleito Rodrigo Amorim (PSL) diz que vai propor uma lei determinando que todas as escolas e universidades do estado hasteiem a bandeira do Brasil em suas fachadas. "Também quero introduzir nos colégios o hino nacional e aulas de educação moral e cívica."

Acordo fechado

Apoiado pelo PSL para a presidência da Alerj, André Corrêa (DEM) combinou que contemplará o partido de Bolsonaro com importantes comissões da Casa, caso seja eleito. Entre elas, a de Orçamento (Rodrigo Amorim), a de Direitos Humanos (a princípio, com Alexandre Knoploch), a de Servidores (Coronel Salema), a de Saneamento Ambiental (Gustavo Schmidt) e a de Ciência e Tecnologia (Anderson Moraes). Além disso, a primeira vice-presidência da Alerj iria para Alana Passos.

Segue

Já a Comissão de Segurança, pleiteada inicialmente pelo PSL, continuaria a ser presidida por Martha Rocha (PDT).

Taxa de Incêndio

O Corpo de Bombeiros do estado bateu o recorde na arrecadação de Taxa de Incêndio. Até o momento, a corporação angariou R$ 217 milhões com o tributo, 15% a mais que em todo o ano de 2017. A verba é destinada à compra e à manutenção de equipamentos e ao treinamento da tropa.

Homenagem aprovada

Os vereadores Cláudio Castro (vice-governador eleito, do PSC) e Felipe Michel (PSDB) aprovaram ontem, na Câmara, por 31 votos a 5, a concessão do título de cidadão Honorário da Cidade do Rio a Witzel. O governador eleito se mudou para a capital fluminense aos 19 anos.

Comentários