Câmara do Rio fará licitação para comprar R$ 143 mil em eletrodomésticos

Haverá concorrências públicas também para contratar servidos de informática por R$ 3,2 milhões e aquisição de estantes por R$ 79,6 mil

Por CÁSSIO BRUNO

Câmara dos Vereadores: licitações sem transparência
Câmara dos Vereadores: licitações sem transparência -

Rio - A Câmara de Vereadores do Rio iniciará 2019 com o cofre aberto. Pretende gastar, acredite, até R$ 143 mil na compra de eletrodomésticos! A licitação ocorrerá na próxima quinta-feira para escolher a empresa fornecedora. Tem mais. No mesmo dia, fará concorrência para adquirir estantes de aço num valor total de R$ 79,6 mil.

Pensa que acabou? Os vereadores programaram para o dia 17, um outro processo de compra. Desta vez, de papéis, com preço máximo de R$ 214,3 mil. Além disso, prevê desembolsar, veja só, até R$ 3,2 milhões com serviços técnicos de manutenção preventiva de informática. Neste caso, a licitação ocorrerá dia 29.

Sem transparência

Para piorar, o cidadão comum não tem acesso aos editais da Câmara. Se quiser saber, por exemplo, detalhes sobre quantos e quais eletrodomésticos serão comprados, ficará a ver navios. O site oficial não permite o acesso.

Só empresários

Só consegue visualizar toda as informações, que são públicas, quem for dono de empresa e quiser participar das licitações. Há um formulário que exige o preenchimento do número do CNPJ.

Aliás...

Lembra da polêmica viagem do prefeito Marcelo Crivella (PRB) no carnaval 2018? Ele disse ter ido ao exterior atrás de tecnologias (como os drones) para ajudarem no combate ao crime. O aviso de licitação para compra saiu na sexta, quase um ano depois.

Inferno astral

Além da prisão do filho por suspeita de agressão à ex-mulher, o presidente da Câmara, Jorge Felippe (MDB), briga com Crivella para manter nomeações na Secretaria de Conservação.

Mas...

A pasta voltará para as mãos de Rubens Teixeira.

Os sinais no ar

Cláudio Barcelo Dutra, presidente da Rio-Águas, subordinada à secretaria, pediu exoneração. Ele é ligado a Jorge Felippe.

Abandono

A Subsecretaria Municipal de Esportes admitiu as péssimas condições da Vila Olímpica do Centro Esportivo Waldir Pereira, no Recreio. Pôs a culpa numa Organização Social, responsável pela administração, e suspendeu o contrato.

Sem esporte

O espaço é o principal equipamento esportivo público da região. A resposta foi dada ao requerimento do vereador Célio Lupparelli (DEM).

Mas que calor!

Passageiros das barcas enfrentaram temperatura alta dentro da embarcação Neves, que ia da Praça 15 a Niterói, na sexta-feira, às 16h30. O ar-condicionado não funcionou. As janelas precisaram ser abertas.

Papagaios de pirata

O lançamento da Operação Segurança Presente na Tijuca e em Ipanema, na semana passada, foi uma disputa de espaço político.

Segue...

O número deputados e vereadores só não foi maior do que o de policiais que irão atuar nos bairros.

Fogos polêmicos

Presidente da Comissão de Defesa dos Animais da Câmara, Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos) tenta votar em regime de urgência um projeto seu que proíbe a fabricação, comercialização e uso de fogos no município.

Comentários