Mais Lidas

Irmão e sobrinho de ex-deputado são nomeados na Presidência da Alerj

Adilson Moreira Theodoro Júnior e Anderson Gomes Theodoro são da família de Dica (PR), que já foi condenado pela Justiça por nomear funcionários fantasmas no gabinete

Por CÁSSIO BRUNO

O ex-deputado estadual Jorge Moreira Theodoro, o Dica
O ex-deputado estadual Jorge Moreira Theodoro, o Dica -

O ex-deputado estadual Jorge Moreira Theodoro, o Dica (PR), conseguiu nomear, na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), o irmão Adilson Moreira Theodoro Júnior e o sobrinho Anderson Gomes Theodoro. As publicações no Diário Oficial apareceram na quarta-feira e na quinta-feira passadas. Adilson e Anderson serão assessores da Presidência, com salários de R$ 1,9 mil mensais cada um.

Adilson é dono de três associações beneficentes em Duque de Caxias e São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Já Anderson, conhecido como Faustão, é suplente de vereador, em Caxias, pelo PTN. Os dois foram nomeados pelo presidente da Alerj, André Ceciliano (PT).

Condenação

Em 9 de janeiro, Dica foi condenado pela Justiça por ter contratado funcionários fantasmas para seu gabinete da Alerj, que ocupava desde 2006. O ex-deputado recorre da decisão.

2020 é logo ali

Nas eleições de 2018, Dica concorreu a deputado federal. Teve 39.225 votos, mas não conseguiu se eleger. Ele pretende disputar a Prefeitura de Caxias no ano que vem.

E no Guanabara...

O clima esquentou nos corredores. Após esperar mais de uma hora para ser atendido pelo chefe de Gabinete, Cleiton Rodrigues, e não ter sucesso, o deputado Marcos Müller (PHS) saiu revoltado.

Segue...

"É uma falta de respeito com o secretário da Mesa Diretora", esbravejava Müller. A recepcionista ainda tentou acalmá-lo. Não conseguiu.

A nova política

Wilson Witzel (PSC) começa a ceder espaço no governo para os deputados. Val Ceasa (Patriota) poderá indicar o novo presidente da... Central de Abastecimento do Estado do Rio (Ceasa).

Aliás...

O PSD quer a Secretaria do Ambiente e Sustentabilidade. Recusou a de Desenvolvimento Econômico, de Lucas Tristão.

Foi por R$ 1.500

O ex-presidente da Cedae Jorge Briard quase entrou na lista dos 54 demitidos nesta sexta-feira pela empresa. A dispensa em massa foi revelada com exclusividade pelo blog da Coluna no site do Dia. A linha de corte era para quem ganhava mais de R$ 30 mil.

A barca

Entre os demitidos estão Heleno Silva (diretor de Distribuição do Interior), Edes Oliveira (diretor de Grande Operação), Daisy Cristina (assessora financeira), Alberto Gomes (ex-presidente da Cedae) e Claudino do Espírito Santo (gerente da empresa nas Zonas Norte e Sul).

Outro lado

Procurada pela Coluna, a Cedae não se pronunciou oficialmente.

A briga

A Cedae estava sob o chapéu do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão. Witzel passou para José Luís Cardoso Zamith, que comanda a pasta da Casa Civil e Governança.

Alô, TRE!

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), que já admitiu tentar a reeleição, tem usado o fim de semana para inaugurar obras. Hoje a agenda está cheia.

No mais

De onde surgiram os R$ 100 mil do policial reformado Ronnie Lessa?

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários