Caminho livre para filho de Crivella assumir mandato de deputado federal

Segundo e terceiro suplentes assumem cargos na Cedae e no Procon. Além disso, parlamentar do PRB sofre pressão para comandar secretaria de Assistência Social

Por CÁSSIO BRUNO

Marcelo Hodge Crivella ficou na quarta suplência para deputado
Marcelo Hodge Crivella ficou na quarta suplência para deputado -

Em 24 de fevereiro, a Coluna revelou com exclusividade a manobra do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), para que o filho Marcelo Hodge Crivella, o Marcelinho, assuma o mandato de deputado federal. Com 35.677 votos, ele é o quarto suplente. Desde então, o pai tenta abrir caminho a todo custo. E tem conseguido sucesso na missão familiar. O terceiro suplente Dejorge Patrício acabou de ser nomeado na Cedae, empresa estadual onde o vice-governador Cláudio Castro (PSC) e Pastor Everaldo dão as cartas. Já o segundo suplente Benedito Alves assumiu a Presidência do Procon municipal.

ENTENDA QUAIS SÃO OS PRÓXIMOS PASSOS

Após a morte de Wagner Montes, o PRB tem as seguintes vagas em Brasília: de Rosângela Gomes e Jorge Braz. Eleita sempre com a ajuda da máquina da Igreja Universal e do grupo de Crivella, Rosângela é a bola da vez. O prefeito a quer na Secretaria de Assistência Social. A parlamentar resiste. Mas terá de ceder (ou dirá "não" a Crivella?). Em seguida, Dejorge e Benedito precisam renunciar às suplências. E isso já está acordado. Eles só poderiam se licenciar caso assumissem como secretários municipais na capital ou estaduais.

VEREADOR INDICARÁ SUPERINTENDENTE

O vereador Marcelo Siciliano (PHS) negou ontem ter voltado para a base de apoio ao governo de Crivella. Ele apareceu em um vídeo ao lado do prefeito, que atendeu a um pedido seu para implantar um portal que limita o acesso à Prainha, redutor eleitoral do parlamentar. Siciliano foi a favor do pedido de impeachment. Mas... o vereador, veja só, também terá direito de indicar o novo superintendente Regional da Barra da Tijuca, função ocupada atualmente por Flávio Caland.

DEPUTADO DO MDB JÁ FAZ CAMPANHA

O deputado Max Lemos (MDB) começou a campanha a prefeito de Nova Iguaçu. Mesmo fora de época. Semana passada, foi a Miguel Couto. Após o feriadão, irá a Cabuçu e Austin. Aliás, o presidente da Alerj, André Ceciliano (PT, ao fundo na foto), está numa sinuca de bico. O prefeito Rogério Lisboa (PR), que tentará a reeleição, o apoiou à Presidência da Casa. Outro postulante, o parlamentar delegado Carlos Augusto (PSD), é seu pupilo.

DEU TRETA NA REUNIÃO DO BRT

O presidente do Conselho da Fetranspor, Jorge Dias, foi expulso anteontem de uma reunião com empresários de ônibus do Rio por Luiz Alfredo Salomão, interventor no Consórcio Operacional BRT.

‘HIPÓCRITA’, DIZ INTERVENTOR

Dias recorre à Justiça para voltar ao cargo de Salomão, que o chamou de "hipócrita" na frente dos presentes no encontro. O grupo discutia medidas para a utilização de ônibus comuns na Transoeste.

COM O DINHEIRO DO CARIOCA

A vereadora Teresa Bergher (PSDB) perguntou e a prefeitura respondeu. Sim, o secretário de Assistência Social, João Mendes de Jesus, aumentou a cota de gasolina do carro. Passou 3,3 mil km por mês para... ilimitado!

PARLAMENTAR É ALVO DE ATAQUES

Verônica Costa, a vereadora do MDB e também Mãe Loira do funk, tem sofrido ataques nas redes sociais após ter feito o duro discurso a favor do afastamento de Crivella. Um deles lembra de brigas familiares.

ADEUS AO FERIADÃO

Relator do impeachment contra Crivella, o vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos) cancelou uma viagem em família para se dedicar ao estudo do processo.

PICADINHO

Alerj vota, dia 24, implantação de "botão do pânico". Aparelho envia alerta à polícia se unidade escolar estiver sob ameaça grave.

Instituto Mattos Filho lança prêmio "Desafio de Acesso à Justiça". Inscrições poderão ser feitas até o dia 26 de abril.

Partido Novo debate ameaça à liberdade de expressão: dia 22, no Edifício Argentina, Praia de Botafogo, 228. Das 19h às 21h.

DESCE

WILSON WITZEL

Em entrevista à CBN, governador do Rio afirmou que milícia não é o principal problema da Segurança Pública no estado.

DESCE

BRAGA NETTO

Tropa que fuzilou inocentes com 80 tiros é subordinada ao Comandante Militar do Leste. Mais uma vítima morreu.

Comentários