Mais Lidas

Familiares de Jorge Picciani e Paulo Melo estão nomeados no TCE-RJ

Presos, ex-presidentes da Alerj mantêm influência no tribunal, que fiscaliza as contas dos municípios

Por CÁSSIO BRUNO

Os ex-presidentes da Alerj Paulo Melo e Jorge Picciani, ambos do MDB
Os ex-presidentes da Alerj Paulo Melo e Jorge Picciani, ambos do MDB -

Mesmo presos na Operação Cadeia Velha, braço da Lava Jato, os ex-presidentes da Alerj Jorge Picciani e Paulo Melo, ambos do MDB, ainda mantêm influência no Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ). Parentes dos dois continuam por lá. Nelson Oliveira Picciani, irmão do ex-deputado, é lotado na Presidência, mas trabalha no Almoxarifado. Salário: RS 7.325,74. Lizandra da Silva Oliveira, cunhada de Picciani, fica no gabinete do conselheiro afastado Aloysio Neves Guedes por R$ 8.723,18 mensais. Iury Motta Mello de Sá, filho de Paulo Melo, está na Coordenadoria de Organização e Procedimentos, com R$ 7.325,74 por mês.

ESPOSA DE SERVIDOR TAMBÉM EMPREGADA

Não são apenas Jorge Picciani e Paulo Melo que empregaram parentes no tribunal que fiscaliza as contas dos municípios e do estado. Márcia Cristina Barcellos Loyola, chefe de gabinete da Presidência, por exemplo, é casada com o subsecretário de Administração e Finanças do TCE-RJ, Bernardo Loyola, que é concursado. Ela tem salário de R$ 24.731,08. Lucia Bonfatti Gomes, prima do conselheiro afastado José Gomes Graciosa, está lotada na Coordenadoria de Engenharia e Projetos de Obras e Instalações. Ganha R$ 12.914,95.

NOMEADOS ANTES DE 2015, DIZ TRIBUNAL

Em nota, o TCE-RJ informa que "possui 1.300 servidores, sendo 181 comissionados, um dos menores extraquadros entre os tribunais do Brasil". Em relação aos citados, o tribunal diz que eles "exercem as funções há bastante tempo, inclusive, antes de a atual presidente Marianna Montebello Willeman (na foto) tomar posse como conselheira, em junho de 2015". Em março de 2017, cinco conselheiros foram presos (e soltos no mês seguinte) por suspeita de participarem de um esquema de corrupção do ex-governador Sérgio Cabral (MDB).

DADOS DE CARLUXO DESATUALIZADOS

O perfil do vereador Carlos Bolsonaro (PSC), no site da Câmara, está desatualizado. E há pelo menos quatro anos. Segundo a página da Casa na internet, o parlamentar tem 32 anos e exerce o quarto mandato. Na verdade, o filho do presidente Jair Bolsonaro completou 36 anos e se elegeu pela quinta vez, em 2016. As informações pessoais dos vereadores, aliás, são atualizadas pelos próprios políticos ou por suas assessorias de imprensa.

VINGANÇA EM UMA CANETADA

O vereador Paulo Messina (Pros), ex-primeiro-ministro de Crivella, já sente as consequências das recentes críticas feitas ao prefeito. Indicado por Messina, Luiz Fernando Nascimento foi exonerado da Superintendência Regional de Irajá.

BOLSONARO NÃO RESPONDE

O deputado federal David Miranda (Psol) fez um requerimento de informação sobre a visita de Bolsonaro à CIA, nos Estados Unidos, em março. O presidente não respondeu. Alegou que foi de última hora.

CAMPANHA TEM INÍCIO AMANHÃ

Começa neste domingo a campanha para eleição suplementar em Iguaba Grande. O pleito será realizado em 2 de junho. A chapa da prefeita Grasiella Magalhães (PP) foi cassada por ser um terceiro mandato do mesmo grupo familiar.

QUEM SERÃO OS CANDIDATOS?

Concorrem em Iguaba Grande: Rodolfinho Pedrosa (PR), filho do ex-prefeito de mesmo nome; os vereadores Vantoil Martins (PPS), Miqueias Gomes (MDB) e Jeffinho do Gás (PPS); além do militar Washington Tahim (PSL).

NO ESTALEIRO

A secretária estadual do Ambiente e Sustentabilidade, Ana Lúcia Santoro, diz, via assessoria, que não foi ao Fórum Clima 2019, na Firjan, por estar de licença médica.

PICADINHO

No próximo dia 5, acontece aula aberta de zouk, no Museu de Arte Moderna. Na Av. Infante Dom Henrique, 85. O evento é gratuito.

Dia 9, há o 'Tour Gastronômico: Origens da Culinária Carioca'. O ponto de encontro é a Sala Cecília Meireles.

O workshop 'LinkedIn para Carreiras e Negócios' será realizado em 18 de maio, das 10h às 17h, no Hotel Grand Mercure Riocentro.

DESCE

MARCELO CRIVELLA

Comissão processante aprovou ontem continuidade do processo de impeachment contra o prefeito do Rio.

DESCE

RODOLFO LANDIM

Presidente do Flamengo ainda não renovou, e clube está sem documento que oficializa vínculo com atletas da base.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários