Ex-faz-tudo de Jorge Picciani continua trabalhando na presidência da Alerj

Sávio Mafra hoje é assessor especial do gabinete do presidente André Ceciliano (PT), com salário de R$ 16,7 mil. O servidor comissionado foi alvo da Operação Cadeia Velha

Por CÁSSIO BRUNO

Jorge Picciani está em prisão domiciliar
Jorge Picciani está em prisão domiciliar -
Sávio Expedito Gondim Mafra, o faz-tudo do ex-presidente da Alerj Jorge Picciani (MDB), não ficou na chuva com a prisão do patrão. Exonerado em 7 de fevereiro, Sávio teve a demissão sem efeito sete dias depois pelo novo comandante da Casa, André Ceciliano (PT). E mais: continuou no cargo de assessor especial do gabinete da presidência, agora, na equipe de confiança do petista, com salário mensal de R$ 16,7 mil (líquidos). Segundo delatores da Operação Cadeia Velha (braço da Lava Jato), era Sávio quem agendava para o antigo chefe os encontros destinados a negociar propina da Fetranspor. Em 2017, ele foi alvo da ação.

‘PROCESSO DE RENOVAÇÃO É GRADATIVO’

Procurado, André Ceciliano não retornou as ligações. Mas respondeu por nota. “A Alerj foi presidida pelo mesmo grupo político por mais de 20 anos. É natural que tenham pessoas na Casa ligadas a este grupo. Esse processo de renovação é gradativo. É preciso que tenham disposição para trabalhar”, disse sem explicar se teve um pedido de Picciani. A Justiça quebrou o sigilo fiscal e bancário do presidente da Assembleia e de outros sete parlamentares por movimentações atípicas de assessores e ex-assessores. Sávio Mafra não foi localizado.

CRIVELLA ATACA EMPREITEIRA EM DECRETO

No decreto em que pede a suspensão do pedágio na Linha Amarela, o prefeito Marcelo Crivella (PRB) bateu forte na OAS. Mas, desde a última segunda-feira, a empreiteira não faz mais parte do grupo Invepar Rodovias, responsável pela Lamsa, que administra a via expressa. “A prática de cobrança de valores exorbitantes e de corrupção de agentes públicos levada a efeito pela OAS, empresa contratada pela concessionária, foi recorrente e objeto de escândalos país a fora”, diz o Diário Oficial.

BATALHÕES NO ARCO METROPOLITANO

O governador Wilson Witzel (PSC) tenta pôr dois batalhões no Arco Metropolitano. Um da própria Polícia Militar; o outro, da Polícia Rodoviária Federal. A proposta está em estudo e em negociação com o governo federal, responsável pela rodovia de 145 quilômetros (de Itaguaí e Itaboraí), hoje abandonada. A construção, no governo Cabral, é investigada pela Lava Jato.

ESTÁ COM ESSA BOLINHA TODA?

A deputada Alana Passos (PSL) quer a todo custo ser a protagonista da manifestação pró-Bolsonaro no próximo domingo, em Copacabana. A atitude da parlamentar tem irritado seus colegas de partido.

MAS A DÚVIDA É SE HAVERÁ ATO

Ao que tudo indica, o ato a favor do governo vai virar espuma. Ontem, Bolsonaro anunciou que não participaria. O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, também decidiu não apoiar a manifestação.

INOCENTADO NA TREM PAGADOR

José Eduardo Saboia Castello Branco, novo subsecretário de Logística do Estado, foi denunciado na Operação Trem Pagador, em 2015, como revelou a Coluna. Mas a Justiça de Goiás o inocentou mês passado.

O BAIXINHO E O PREFEITO DO RIO

O senador Romário (Podemos) deve se reunir semana que vem com Crivella. Vão fechar (ou não) a criação da secretaria de Esportes para abrigar indicados do ex-jogador em troca de apoio para a reeleição em 2020.

PARABÉNS A VOCÊ

O deputado Vandro Família (Solidariedade) foi alvo de busca e apreensão ontem, dia do aniversário do filho Lucas. O parlamentar é suspeito de mandar matar um adversário.

PICADINHO

Entre os dias 24 e 26, o ‘Gamboa de Portos Abertos’ anima a zona portuária do Rio com teatro, música e gastronomia.

Sábado, o Shopping Grande Rio promove a ‘ExpoSocial’, ação com uma série de serviços gratuitos destinados à população.

A psicanalista Renata Bento participa do ciclo ‘Escuta’ no Midrash Centro Cultural. Dia 28, às 20h.

SOBE

CHICO BUARQUE

Cantor e escritor foi o vencedor do Prêmio Camões 2019, premiação mais importante da língua portuguesa.

SOBE

NOVO REFORÇO DO FLA

Após 13 temporadas no futebol europeu, Rafinha volta ao Brasil e vai assinar contrato de dois anos com o Flamengo.

Comentários