Bagueira pode ceder sua cadeira na Alerj para a terceira suplente, Paula Tringuelê

A Câmara da cidade aprovou, na semana passada, em primeira votação, uma alteração na Lei Orgânica permitindo a qualquer vereador se licenciar para exercer um outro mandato como suplente, sem prejuízo ao mandato na Câmara

Por Maria Luisa de Melo

Paulo Bagueira (à esquerda) e Rodrigo Neves, prefeito de Niterói
Paulo Bagueira (à esquerda) e Rodrigo Neves, prefeito de Niterói -
Presidente da Câmara de Niterói licenciado, Paulo Bagueira (SDD), que comandou a cidade enquanto o prefeito Rodrigo Neves (PDT) esteve preso, pode nem sentar na 70ª cadeira de deputado na Alerj. Conforme a Coluna antecipou no domingo, sua convocação será emitida pela Casa até sexta-feira. Mas ele deve ceder o lugar para a terceira suplente de Marcos Vinícius Neskau (PTB), Paula Tringuelê (SDD). Paula é casada com o prefeito de Guapimirim, Zelito Tringuelê, que vem cercando Bagueira insistentemente. Como Neskau e o primeiro suplente Coronel Jairo (SDD) estão presos, caberia ao aliado de Rodrigo Neves assumir como deputado.

ALTERAÇÃO PROVIDENCIAL NA LEI ORGÂNICA

Bagueira diz que ainda não bateu o martelo sobre a vaga porque ainda não foi convocado. Mas a estratégia parece traçada. A Câmara da cidade aprovou, na semana passada, em primeira votação, uma alteração na Lei Orgânica permitindo a qualquer vereador se licenciar para exercer um outro mandato como suplente, sem prejuízo ao mandato na Câmara. A modificação será votada em segunda discussão e tudo indica que passará. Tanto oposição quanto situação cravam que a presença de Bagueira na cidade é fundamental para as próximas eleições. Isso porque Neves não poderá mais concorrer, já que está em seu segundo mandato.

SUBSECRETÁRIO DE CRIVELLA PERDE PODER E DEIXA PREFEITURA

Subsecretário de Comunicação na gestão do prefeito Marcelo Crivella (PRB), o jornalista Daniel Pereira jogou a toalha ontem. Pediu demissão depois de chegar de viagem da Europa e descobrir que teria que dividir os cargos disponíveis na comunicação. Pior: com Marcelo Vitorino, especialista em marketing digital, que já passou pelo governo quatro vezes e está longe de ser seu melhor amigo. Dizem que a vinda de Vitorino já envolve a reeleição. A Prefeitura foi procurada, mas não respondeu. Pereira nega mal-estar: "Só agradeço a oportunidade".

CHARLINHO PODE SER CASSADO NESTA TERÇA

Conhecido após ser filmado na Rússia, durante a Copa, enquanto Itaguaí enfrentava crise, o prefeito Carlos Busatto, conhecido como Charlinho (MDB), poderá sofrer impeachment hoje, quando o relatório de uma comissão processante será votado em plenário. A comissão foi instaurada para apurar a ausência dos repasses de contribuição previdenciária da Prefeitura para o Itaguaí Previdência (Itaprevi). A reportagem procurou a Prefeitura, mas não teve retorno.
Procurado, Charlinho informou através da assessoria da Prefeitura que está tranquilo com a votação. "Não temos irregularidade nenhuma", afirma. E alfineta: "Gostaria de saber o que eles vão falar das irregularidades do governo passado, inclusive com denúncias de apropriação indébita".
CONTRATOS EM PAUTA NA CÂMARA

Hoje a Câmara do Rio estará animada. Além da votação final sobre o processo de impeachment movido contra o prefeito Marcelo Crivella (PRB), os vereadores podem votar, em seguida, um projeto de decreto legislativo que cancela os contratos com duas empresas de publicidade.

BUFÊ DE PIZZA TÁ GARANTIDO

A extensão dos contratos de publicidade entre a Prefeitura e as empresas AdShell e Cemusa, sem licitação, foram o alvo do processo. A oposição, que não perdoa, fez uma encomenda de minipizzas para ser servida na Casa.

ASSESSORA DIZ QUE É ATUANTE

Após a Coluna publicar que Fernanda Sixel, mulher do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, foi procurada diversas vezes no gabinete do parlamentar Waldeck Carneiro (PT), onde está nomeada, sem ser encontrada, ela diz que seu trabalho "não se restringe somente ao gabinete".
ALERJ NÃO TEM FOLHA DE PONTO
Sobre a frequência dos nomeados, a Alerj informou que folhas de ponto eram arquivadas no RH. Depois, que a frequência era atestada pelo chefe de cada gabinete. A mesma informação foi fornecida por Waldeck.
LINHA 4 DO METRÔ
O impasse sobre a finalização da estação Gávea da Linha 4 do metrô será o tema de audiência pública hoje, 12h45, na Alerj. A iniciativa é do deputado estadual Carlo Caiado (DEM).
PICADINHO:
- Hoje, das 9h às 13h30, o Proderj e a PGE-RJ realizam o Primeiro Fórum de Segurança da Informação, no auditório da PGE-RJ.
- O projeto ‘Abraçando a Cidadania’ é na sexta-feira, das 15h às 18h, no Portão 1 do Parque Madureira.
- O ‘Festival de Inverno do Cadeg’ começa nesta sexta-feira. Entrada gratuita.

Comentários