Milicianos tentaram influência politica para expandir negócios

Em escutas telefônicas, integrantes da organização criminosa citam Crivella, o filho dele e o 'pessoal do Brazão'

Por CÁSSIO BRUNO

Funcionários da prefeitura participam da demolições na Muzema
Funcionários da prefeitura participam da demolições na Muzema -
RIO - As investigações do Ministério Público apontam que os suspeitos de fi nanciar imóveis irregulares na Zona Oeste presos ontem, na Operação Muzema, e milicianos tentaram a influência política para expandirem os seus negócios. Um interceptação telefônica, de 2 de dezembro do ano passado, revela a tentativa, sem sucesso, do grupo de ter acesso ao prefeito Marcelo Crivella (PRB). Um dos criminosos diz ter conseguido “chegar até o fi lho”, referindo-se a Marcelo Hodge Crivella. Mas completa explicando que foi rechaçado ao pedir ajuda para evitar uma demolição: “ele falou que não tem como segurar, não”.

CANTOR PROMETEU INTERCEDER

Três dias depois, um miliciano ligou para um cantor que já foi vereador pelo Rio e por São Paulo, além de deputado federal. Na conversa, Manoel de Brito Batista, o Cabelo, reclama que a prefeitura “cismou de derrubar” um prédio irregular. O artista tenta demonstrar influência: “Eu preciso falar com o Crivella de uma maneira mais objetiva. Porque fiz campanha para ele. Nós temos uma relação de amizade de 20 anos”. Procurado pela Coluna ontem, Marcelo Hodge Crivella não retornou as ligações.

MAIS ASFALTO COM O ‘PESSOAL DO BRAZÃO’

Em 26 de outubro, os empresários Bruno Cancella e Leonardo Igrejas, presos ontem, falam sobre pôr asfalto na frente a um empreendimento. “Eu saí do shopping. Perdi um tempinho lá com o pessoal do Brazão, do deputado”, disse Bruno sem especificar se era Pedro (estadual), Chiquinho (federal) ou Domingos (ex-deputado estadual). “Não temos atribuição para investigar deputado”, ressaltou o promotor Plínio Vinícius Araújo à repórter do DIA, Bruna Fantti. A Coluna não conseguiu contato com os Brazão.

GUTEMBERG DEIXA GOVERNO

Gutemberg Fonseca, secretário de Governo de Wilson Witzel (PSC), deixa o cargo hoje. Quem assume é Cleiton Rodrigues, chefe de gabinete, função esta que também ficará subordinada à pasta. Witzel estava insatisfeito.

A NOVA CARA DA REELEIÇÃO?

Crivella já cuida da imagem mirando a reeleição. Tarefa sob o comando de... Rodrigo Bethlem! No último dia 2, a Coluna revelou a proximidade do prefeito com ex-secretário de Paes e réu por improbidade.

DEU PARA TRÁS NO FINALZINHO

O coordenador da Presidência da Eletronuclear, Eduardo Grand Court, pediu para sair do cargo assinando o PDI (Plano de Demissão Incentivada). Mas, aos 45 do segundo tempo, desistiu e causou mal estar na estatal.

EFEITO CHAMADO PAULO MARINHO

O ex-deputado federal Otavio Leite está afastado do PSDB e nem pensa em voltar, por enquanto. “Meu plano é ajudar a recuperar o turismo do Rio”, diz o secretário do governador Wilson Witzel.

FORÇA-TAREFA

A Secretaria Municipal de Ordem Pública retirou 513 ambulantes irregulares das estações do BRT desde fevereiro. Apreendeu 1.827 produtos e 556 quilos de alimentos ilegais.

PICADINHO

O ‘CAMP Mangueira’ lançou o primeiro curso de marketing digital totalmente desenvolvido para o público da região.

O ‘Arraiá do Aerotown’ será de sexta a domingo, no Aerotown Shopping, na Barra da Tijuca.

Sexta, 19h, o projeto ‘Mulheres Protagonistas’, da Arena Dicró, promove encontro com Dandara Vital, fundadora do Coletivo Transarte.

SOBE

ATLETA DA FAETEC

Juliana Velasques venceu o campeonato de MMA Bellator, nos EUA, e disputará o título mundial em dezembro.

DESCE

DIAS TOFFOLI

Após pedido do senador Flavio Bolsonaro, ministro do STF suspendeu investigações com dados do Coaf.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários