Briga no governo Witzel entre secretário e pastor envolve amigos e sócios

Lucas Tristão (Desenvolvimento Social) exonerou subsecretário do grupo do presidente nacional do PSC

Por CÁSSIO BRUNO

Lucas Tristão é secretário estadual de Desenvolvimento Econômico
Lucas Tristão é secretário estadual de Desenvolvimento Econômico -
RIO - Há uma guerra interna dentro do governo Wilson Witzel (PSC). Lucas Tristão, secretário de Desenvolvimento Econômico, e Pastor Everaldo, dono do PSC, não se bicam. Tudo começou no início do mandato de Witzel quando Tristão quis, sem sucesso, ser presidente da Cedae, empresa dominada por Everaldo. Desde então, ambos disputam a maioria dos espaços, incluindo secretarias, autarquias e outros órgãos estaduais. A briga mais recente é a exoneração, na sexta-feira, de Alexandre Ceotto André, subsecretário de Relações Internacionais, subordinado a Tristão. Ceotto é do grupo de Everaldo.

NOMEAÇÕES ENVOLVEM AMIGOS E SÓCIOS

Nos bastidores, a justificativa para a saída é porque Ciotto não concordava com “métodos administrativos” do chefe. Ele é pré-candidato a prefeito de Niterói pelo PSC. Foi substituído pelo advogado Celso Marcon, amigo de Tristão e sócio de Alexandre Rodrigues (presidente da Agência Estadual de Fomento, a AgeRio) na LocalCred Teleatendimento e Telesserviços Ltda. A AgeRio ficará subordinada a Marcon. A LocalCred prestou serviços ao escritório de Tristão em Vitória. Marcon e Rodrigues, inclusive, dividem o mesmo apartamento.

DISPUTA NA BAIXADA POR DOMÍNIO POLÍTICO

Não há trégua entre os deputados estaduais Alana Passos (PSL) e Max Lemos (MDB) para o domínio político e administrativo em Queimados, município com a maior taxa de mortes violentas do Brasil, segundo o Atlas da Violência 2018. Desta vez, a disputa é por um ciep onde Alana quer instalar um colégio militar. Max, claro, é contra e tem outros planos para o local. A briga está no colo de Witzel. Alana será candidata a prefeita lá. Ex-prefeito, Max quer a reeleição de Carlos Vilela (MDB).

SONHO ELEITORAL NA PAREDE DA ALERJ

Pré-candidato a prefeito do Rio pelo PSL, o deputado estadual Rodrigo Amorim sonha em ver com ele, num mesmo palanque em 2020, Witzel e o senador Flávio Bolsonaro (PSL). Por enquanto, a aliança é improvável. Mas... o parlamentar já pôs na parede de seu gabinete os quadros com foto dos dois.

A VOLTA DE QUEM NÃO FOI

Vereadores que controlam a Secretaria de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos de Crivella tentaram levar à pasta o contador Gustavo Luiz Lopes Martins, da Controladoria do município. Sem sucesso.

VETADO PELA PRÓPRIA CHEFE

O prefeito até liberou Gustavo para ocupar o feudo formado pelos parlamentares na secretaria. Mas a controladora-geral, Márcia Andréa Peres, vetou. Crivella voltou atrás e os vereadores ficaram revoltados

OS PRESOS QUEREM DIPLOMA

NNeste ano, 1.348 detentos do Rio farão o Encceja, exame para formação nos ensinos médio e fundamental de pessoas acima da idade regular de certificação da educação básica. Segundo a Seap, 74% a mais que em 2018.

DESCONFORTO NA ESTATAL

O clima não anda bom na Eletronuclear, responsável pela construção da usina de Angra 3, alvo da Lava Jato. A diretoria está rachada. Um dos motivos: o cargo vago de Coordenador de Operação há um ano.

CARONA PRESIDENCIAL

Ontem, em evento no Rio, Jair Bolsonaro disse ser “idiota” a pergunta de repórteres sobre o helicóptero da FAB que levou familiares ao casamento de um dos seus filhos.

PICADINHO

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Cesgranrio de Dança (pelo site cultural.cesgranrio.org.br), idealizado por Carlos Alberto Serpa.

A 5ª edição do ‘FestVeggie’ é hoje, 12h, no Tijuca Tênis Clube. Entrada gratuita.

O ‘Baile Dançante’ do Carioca Shopping anima os clientes amanhã, de 15h às 19h.

DESCE

MANUELA D’ÁVILA

Hacker de aplicativos de autoridades disse que ex-deputada do PCdoB intermediou contato com The Intercept. Ela admitiu.

DESCE

SEBASTIÃO BRUNO

Secretário de Infraentrutura de Crivella disse que não consegue cumprir a Lei de Licitações em obras no Rio.

Comentários