Paes entra na briga por alianças para a eleição de 2020

Ex-prefeito do Rio já conversa com partidos para formar chama à sucessão de Crivella

Por CÁSSIO BRUNO

O ex-prefeito do Rio Eduardo Paes
O ex-prefeito do Rio Eduardo Paes -
Embora diga que só em janeiro anunciará se será candidato, ou não, a prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM) já atua intensamente nos bastidores em busca de apoio na chapa. Praticamente fechou acordo com o PSDB. Os tucanos lançaram a pré-candidatura de Mariana Ribas, mas a legenda abraçará Paes. O ex-prefeito tenta convencer, ainda, o arquiteto e urbanista Washington Fajardo (Rede), que, em entrevista à Coluna em 30 de setembro, revelou o desejo de concorrer. Assim como o deputado federal Marcelo Calero (Cidadania), outro que demonstrou vontade de disputar a sucessão de Marcelo Crivella (PRB).

EX-PREFEITO QUER CANDIDATURA DO PSD

Sem chance de ter o PSD, Eduardo Paes torce para que o partido tenha candidatura própria. Ele não quer que a legenda feche com Crivella por causa do tempo de propaganda eleitoral na TV. Enquanto isso, Rodrigo Bethlem, coordenador da pré-campanha de Crivella, corre para que os evangélicos não fiquem divididos na eleição. Por isso, sonha em unir o PRB, da Igreja Universal, e o PSD do senador Arolde de Oliveira, que tem base neste segmento religioso. Mas Gilberto Kassab, presidente nacional da legenda, insiste em lançar um candidato.

DEM IRRITADO COM DEPUTADO DO PARTIDO

A cúpula do DEM no Rio, aliás, está incomodada com o deputado federal Pedro Paulo. É que o parlamentar estaria arregimentando pré-candidatos a vereador do partido para se filiarem ao... Avante! Tudo, segundo a turma do Democratas, para beneficiar o amigo dele, Márcio Ribeiro, ex-subprefeito da Tijuca na gestão Paes. “Não vou deixar de ajudá-lo por ele ser do Avante. É o meu candidato. Ainda não fui convidado pelo DEM para ajudar na nominata”, diz Pedro Paulo.

OS ATAQUES DE JEROMINHO NAS REDES

Em 25 de agosto, a Coluna revelou que o ex-vereador Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho, pretende disputar a Prefeitura do Rio pelo PMB. Pois bem. Agora, divulga vídeos nas redes sociais. Em um deles, insinua, sem citar nomes, que assessores de Crivella estariam envolvidos em corrupção. E xinga o ex-governador Sérgio Cabral (MDB). Jerominho ficou preso por 11 anos, acusado de comandar uma milícia na Zona Oeste.

REELEIÇÃO EM RISCO?

Quem fica enfraquecido com a aprovação do afastamento do prefeito de Queimados é o deputado Max Lemos (MDB), pré-candidato a prefeito em Nova Iguaçu. Ele é padrinho político de Carlos Vilela.

APENAS UMA MERA COINCIDÊNCIA?

No embalo, os opositores de Max Lemos, liderados pela deputada Alana Passos, anuncia o ‘Encontrão do PSL’ para amanhã, às 19h, numa casa de festas. O slogan é: “Para devolver Queimados aos queimadenses”.

POLÊMICA NO HORIZONTE

Crivella quer um novo modelo para a Comlurb. Uma espécie de terceirização, cobrando por serviços, como ocorreu no Rock in Rio. Ele argumenta que a companhia gera muita despesa. Os estudos começaram.

É MORAES E NÃO ALEXANDRE

Quem se encontrou com Crivella recentemente foram os deputados Alana Passos, Carlos Jordy e... Anderson Moraes (e não Anderson Alexandre, como saiu aqui ontem). O trio que se reuniu com o prefeito é do PSL.

POLÍTICA ANTIDROGAS

Foi aprovada ontem na Alerj a lei que cria o serviço telefônico de prevenção às drogas. Os autores são os deputados Samuel Malafaia (DEM) e Danniel Librelon (PRB).

PICADINHO

O Coletivo Alfenim apresenta a peça ‘Memórias de um Cão’, no Teatro Café Pequeno, de hoje até segunda, com entrada gratuita.

O Istituto Europeo di Design recebe, amanhã, a orquestra Camerata de Laranjeiras, às 19h30. O evento é grátis.

Também de amanhã até domingo, das 16h às 22h, acontece a ‘Oktoberfest Valqueire’. A entrada é franca.

DESCE

PREFEITO DE MESQUITA

Jorge Miranda (PSDB) discutiu com o deputado Rodrigo Amorim (PSL) quando o encontrou nos corredores da Alerj.

DESCE

RODRIGO AMORIM

O parlamentar e o prefeito trocaram acusações e ofensas. O deputado Alexandre Knoploch também se envolveu.

Comentários