Família Brizola em lados opostos na eleição para Prefeitura do Rio

Netos de ex-governador falecido em 2004 serão adversários

Por CÁSSIO BRUNO

O vereador do Rio, Leonel Brizola, do PSOL, não apoiará o irmão
O vereador do Rio, Leonel Brizola, do PSOL, não apoiará o irmão -

Brizola Neto, do PCdoB e ex-ministro do Trabalho de Dilma, não terá o apoio do próprio irmão à Prefeitura do Rio. O vereador Leonel Brizola, do PSOL, subirá no palanque do deputado federal Marcelo Freixo, do mesmo partido. Em nota,Leonel ressalta que Freixo "representa o pensamento brizolista na defesa da escola pública, escola do povo e na pauta dos direitos humanos, lutas fundamentais para combater a desigualdade e a injustiça social". E mais: "A candidatura (de Freixo) está empenhada na unidade do campo democrático e progressista, o Rio de Janeiro como trincheira de resistência contra o desmonte do Estado nacional".

 

ESQUERDA FARÁ DEBATE SEM FREIXO

Leonel Brizola se manifestou após entrevista de Brizola Neto nesta coluna em 28 de outubro. Nela, o ex-ministro criticou Freixo: "Ele ainda não pôs um programa para o Rio". Freixo disputará a indicação do PSOL com o vereador Renato Cinco. Na sexta-feira, Brizola Neto participará de um evento em parceria com a deputada estadual Martha Rocha, do PDT, e o deputado federal Alessandro Molon, do PSB. Os dois também são pré-candidatos a prefeito. Freixo, que tenta unir a esquerda em torno de seu nome, não foi convidado para o debate.

NETO: 'O PSOL NEGOU O TRABALHISMO'

- Divulgação

Brizola Neto rebateu: "É compreensível o esforço do meu irmão Leonel em tentar aproximar o PSOL do legado brizolista. Entretanto, todos sabem que o PSOL sempre negou o trabalhismo, nunca defendeu projeto nacional e muito menos os CIEPs. Ao contrário, na última eleição, seu candidato a governador Tarcísio Motta chegou criticar as escolas de tempo integral de Brizola e Darcy, dizendo que se tratava de uma escola muito cara, esquecendo como dizia Brizola que caro mesmo é o custo da ignorância".

 

IRMÃOS DEIXARAM O PDT APÓS BRIGA

- Reprodução

Juliana Brizola, deputada estadual no Rio Grande do Sul, é a única da família que continua no PDT, partido criado pelo avô (na foto) falecido em 2004. Ela, aliás, é pré-candidata à Prefeitura de Porto Alegre no ano que vem. E irmã gêmea do vereador Leonel Brizola. O ex-ministro Brizola Neto e o parlamentar deixaram a legenda após desentendimento com Carlos Lupi, presidente nacional do PDT.

 

O HOMEM DA NOMINATA

Paulo Marinho, presidente estadual do PSDB, tem um novo braço-direito no partido. Trata-se de José Luiz do Posto, que, a partir de agora, organizará a nominata da legenda para candidatos a vereador na capital.

PERDEU EM MANGARATIBA

José Luiz do Posto foi candidato derrotado a vice-prefeito de Mangaratiba, pelo PTN, em 2016, na chapa de Dr. Ruy. José assumirá a tarefa que era de Sávio Franco, ex-diretor de Operações da Odebrecht e hoje na Ferj.

EX-BOLSONARO ESTÁ DE VOLTA

Gustavo Bebianno, ex-ministro, embarcou no PSDB de São Paulo. Mas suas andanças incluem o Rio. Ontem, participou do lançamento da pré-candidatura a prefeito de Duque de Caxias de Vinícius Veiga, do MBL.

DE CARONA PARA A REELEIÇÃO

Caxias, diga-se, receberá um sistema de monitoramento por câmeras em vias da Baixada numa parceria do governo com municípios. Mas quem está colhendo os louros é o prefeito Washington Reis (MDB).

REZA FORTE.

Tem chiadeira pela volta da cobrança dos 32% de ICMS nas contas de luz de igrejas e templos religiosos. "Abusivo, indevido e inconstitucional", diz a deputada Rosane Félix (PSD).

PICADINHO

Hoje o 'Choro Arruma o Coreto' se apresenta na praça São Salvador, em Laranjeiras, das 11h às 14h.

A tradicional Roda de Samba do Cacique de Ramos também ocorrerá hoje, das 17h às 23h30, na sede do bloco, em Olaria.

Neste domingo, a partir das 15h, o São Gonçalo Shopping vai inaugurar oficialmente o Natal com a chegada do Papai Noel.

DESCE: RICARDO SALLES

O ministro do Meio Ambiente teve a filiação ao Partido Novo suspensa pelo Conselho de Ética da legenda.

 

DESCE: ABRAHAM WEINTRAUB

O ministro da Educação usou sua cadela para fazer piada contra jornais impressos em sua rede social.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários