Briga entre Bolsonaro e Witzel vai parar na Polícia Rodoviária Federal

Superintendente da PRF no Rio teve de deixar conselho de empresa do estado

Por CÁSSIO BRUNO

Silvinei Vasques, superintendente da PRF no Rio: fora do conselho
Silvinei Vasques, superintendente da PRF no Rio: fora do conselho -

O superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Rio, Silvinei Vasques, é a primeira vítima a sofrer com a briga entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o governador Wilson Witzel (PSC). Inspetor Vasques, como é conhecido, está no cargo desde abril. Ele atua também como conselheiro na Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), com direito a gratificação. No entanto, foi obrigado a pedir dispensa para evitar retaliação dos Bolsonaro e, assim, correr o risco de perder o comando da PRF. O policial, aliás, já comunicou a decisão aos seus superiores em Brasília.

 

OPERAÇÕES AUXILIAM BARREIRA FISCAL

A relação de Silvinei Vasques com Wilson Witzel vai além de sua participação na Emop. O superintendente da PRF tem direcionado esforços do serviço de inteligência da corporação ao combate a fraudes fiscais por meio da Operação Rota Segura, em especial à sonegação ao ICMS (imposto estadual), com o monitoramento de motoristas que tentam driblar os postos do programa Barreira Fiscal. Silvinei também assinou acordos com a Polícia Militar para que ela realize operações em rodovias federais.

DOBRADINHA INCLUI ATÉ NOVA ESCOLA

- Clever Felix/Parceiro/Agência O Dia

A parceria não termina aí. Em julho, o superintendente Silvinei Vasques apresentou a Pedro Fernandes (na foto), secretário de Educação de Witzel, uma área da PRF, às margens da Via Dutra, para a construção de uma escola destinada a 1.200 alunos. A previsão era que as aulas começassem no ano que vem. A unidade teria gestão da PRF, mas com professores e corpo pedagógico do governo estadual. Na comitiva, estavam a vereadora Rosa Fernandes (MDB), mãe de Pedro, e ainda o deputado estadual Sérgio Fernandes, afilhado político do secretário.

 

MAIS UM CAPÍTULO DO IMPASSE NO PSD

- Ascom/ CMRJ

O vereador Paulo Messina (foto), pré-candidato a prefeito do Rio, trabalha nos bastidores para se filiar ao PSD no próximo sábado. Neste dia, será realizo um encontro regional do partido, com a presença de Gilberto Kassab, o dono da legenda. No entanto, Messina, ex-braço-direito de Crivella, terá de enfrentar o deputado estadual Jorge Felippe Neto e os vereadores Jones Moura e Eliseu Kessler. O trio quer o PSD numa aliança com o prefeito.

 

AINDA A NOVELA FURNA DA ONÇA 1

A representação do PSOL no Conselho de Ética contra os deputados da Furna da Onça volta a tramitar nos próximos dias. O objetivo é cassar os mandatos. "É inaceitável eles serem presos, soltos e a Alerj não analisar as condutas", diz Flavio Serafini.

AINDA A NOVELA FURNA DA ONÇA 2

Os parlamentares foram soltos, mas sem direito a exercerem os cargos. A Corregedoria da Alerj irá notificá-los e dará um prazo para todos apresentarem defesa. A turma é suspeita de corrupção nos esquemas de Cabral.

A CAMPANHA JÁ COMEÇOU

Simpatizantes do prefeito divulgaram uma paródia de apoio a ele na polêmica da Linha Amarela. É chamado de "Martelo Crivella" em referência à destruição das cabines de pedágio. Eles atacam ainda os ex-prefeitos Eduardo Paes e Cesar Maia.

A PROMOTORA QUE DECLAROU VOTO

Para mostrar fidelidade a Bolsonaro, o deputado Márcio Gualberto (PSL), criticou a "patrulha ideológica esquerdista" na rede social. Segundo ele, responsável por afastar da promotora Carmen Eliza do caso Marielle.

2020 É LOGO ALI.

Alexandre Gurgel, ex-presidente da Codin, será o candidato do PSDB a prefeito em Petrópolis. Terá como vice Carlos Eduardo Porto, ex-secretário da gestão Rubens Bomtempo.

PICADINHO

Hoje acontece o evento gratuito 'Coreia: Celebrando Cultura, Tecnologia e Inovação', das 18h30 às 21h30, no MAM, no Centro.

O quiosque de slime no Botafogo Praia Shopping estreia hoje, a partir das 10h. A entrada é franca.

O Sesc de Jacarepaguá recebe também nesta terça, das 19h às 21h, o 'Prêmio Profissional Entretenimento'. A entrada é gratuita.

CHRISTIAN OLIVEIRA

O Ministério Público Federal denunciou o presidente da Ancine por estelionato e falsidade ideológica.

MIGUEL PROENÇA

O governo Jair Bolsonaro divulgou, no Diário Oficial da União, a exoneração do presidente da Funarte.

Comentários