Após Lava Jato, MDB sinaliza a Eduardo Paes para eleição de 2020

'Não vejo outro caminho', diz Washington Reis, vice-presidente do partido e prefeito de Duque de Caxias

Por CÁSSIO BRUNO

Eduardo Paes não anunciou pré-candidatura, mas já age no bastidor
Eduardo Paes não anunciou pré-candidatura, mas já age no bastidor -

O MDB inclina para abraçar mais uma vez Eduardo Paes, do DEM. Agora, à Prefeitura do Rio. Pelo menos é o que diz Washington Reis, vice-presidente estadual do MDB e prefeito de Duque de Caxias. "O Rodrigo Maia é um parceiro. Não vejo outro caminho a não ser ficar com o DEM", afirmou Reis referindo-se ao presidente da Câmara dos Deputados e responsável pelos acordos eleitorais do DEM no estado. Paes teve o apoio de sua ex-legenda no ano passado quando concorreu ao governo do Rio. Caciques do MDB, como Sérgio Cabral e Jorge Picciani, hoje presos, já se desfiliaram. Eduardo Cunha continua.

 

GRUPO COM CARGOS QUER APOIAR CRIVELLA

Washington Reis tem dividido a tarefa de articular alianças nos municípios com o presidente regional do MDB, Leonardo Picciani. Mas dentro do MDB há quem defenda composição com o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que quer a reeleição. Os simpatizantes a Crivella têm cargos na atual gestão. Fato é que alguns integrantes sairão por causa do desgaste causado pelos escândalos de corrupção. Paes ainda não disse que será pré-candidato apesar de agir nos bastidores como tal. Ele deixou o MDB em meio às denúncias contra os antigos aliados.

EM CAXIAS, ALIANÇA TEM 14 PARTIDOS

- Divulgação

Prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (foto) tem nas mãos a máquina municipal, um orçamento de quase R$ 2 bilhões e influência num minguado MDB devastado pela Lava Jato. Disputará a reeleição e já conta com o apoio de 14 partidos. Entre eles, o DEM de Eduardo Paes e Rodrigo Maia. Reis elegeu três irmãos: Júnior (vereador em Caxias), Rosenverg (deputado estadual) e Gutemberg (deputado federal). Em 2020, lançará a irmã Jane para prefeita de Magé pelo MDB.

ZITO QUER SER PRESIDENTE DA CÂMARA

Foto para coluna Informe do Dia: Zito - Divulgação

José Camilo Zito (PP, na foto), ex-prefeito de Duque de Caxias e rival político de Washington Reis, optou por concorrer a vereador na cidade ano que vem. Zito desistiu de disputar novamente para chefe do Executivo. A ex-deputada Andreia Zito, filha dele, confirmou a informação ontem à coluna. "Ele quer ser presidente da Câmara", disse ela. Em 2016, Zito perdeu para prefeito. Em 2018, teve a candidatura impugnada para deputado estadual.

 

CABRAL SOFRE COM FAKE NEWS 1

Circula um vídeo nas redes sociais no qual aparecem imagens de uma gigantesca adega. Com vinhos caríssimos e ainda raridades da bebida. É atribuído a Sérgio Cabral. A defesa do ex-governador afirma não ser dele.

CABRAL SOFRE COM FAKE NEWS 2

Cabral, vale registrar, tinha adegas, sim. Duas, aliás. Na mansão do condomínio Portobello, em Mangaratiba. E outra na cobertura onde morava no Leblon. Mas não têm nada a ver com a do vídeo da internet.

A MANOBRA DO GOVERNO

A CPI que quer investigar possíveis irregularidades do prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa (PL), não foi instalada ontem por falta de quórum deliberativo (que toma decisões). A oposição tentará nas próximas sessões.

IMPASSE POR VOTOS EM ITAGUAÍ

Presidente do Ipem-RJ, Alexandre Valle e o vereador André Amorim disputam a indicação do PL e o apoio do PSC à Prefeitura de Itaguaí. Valle tem a palavra do chefe Witzel. Amorim, de Pastor Everaldo, dono do PSC.

DE CASA NOVA

Os ex-vereadores Jerominho e sua filha, Carminha, se filiaram ontem ao PMB. Ele diz ser pré-candidato a prefeito do Rio. Ela vai disputar novamente para vereadora.

 

PICADINHO

Hoje acontece o debate gratuito sobre 'Fake News', das 9h às 12h, no prédio da Coca-Cola Brasil, em Botafogo.

A artista Daisy Xavier inaugura hoje, às 19h, a exposição 'Sobre como as coisas caem', na Anita Schwartz, na Gávea. De graça.

Osmar Bria, especialista em eleições proporcionais no Brasil, acaba de lançar o livro 'A fórmula do voto'.

LINDBERGH FARIAS

A Justiça suspendeu os direitos políticos do ex-senador do PT por improbidade administrativa. Ele recorrerá.

MÁRCIO LABRE

O deputado federal do PSL pelo Rio bateu boca com o parlamentar petista Rui Falcão na CPMI das Fake News.

Comentários