Witzel se irrita com Crivella após impasse sobre transferência do Sambódromo

Governador do Rio quis manter evento nesta sexta-feira em protesto à decisão do prefeito, mas Riotur vetou

Por CÁSSIO BRUNO

Wilson Witzel durante uma visita ao Sambódromo com funcionários que trabalhavam no local
Wilson Witzel durante uma visita ao Sambódromo com funcionários que trabalhavam no local -

O impasse da transferência do Sambódromo pela prefeitura para o governo do Rio deixou Wilson Witzel (PSC) furioso com Marcelo Crivella (Republicanos). O clima, que já não era bom entre os dois, azedou de vez. Nos bastidores, o motivo passa pela eleição do ano que vem. Crivella quer se reeleger e, por isso, tentou, sem sucesso, apoio de Witzel. O governador, no entanto, estuda lançar um candidato para chamar de seu. Neste caso, o carnaval na Marquês de Sapucaí seria usado como carro alegórico político por Witzel justamente contra Crivella, ganhando a simpatia dos eleitores sambistas.

No contra-ataque, o governador quis manter a festa programada para hoje em forma de protesto à decisão de Crivella. Estava prevista a participação das escolas de samba, queima de fogos e outras atrações. Mas a Riotur, órgão municipal, proibiu a realização do evento. Todas as negociações estavam sendo articulas por André Moura, secretário da Casa Civil e Governança de Witzel, diretamente com o prefeito.

 

APROXIMAÇÃO COM DESAFETO DE GOVERNADOR

Crivella acompanha resultado do trabalho realizado para deixar a Sapucaí pronta para o trabalho - ARQUIVO O DIA

Crivella e Witzel ensaiaram uma aliança. Mas, sem avançar no apoio do governador, o prefeito concentrou esforços para se aproximar de Jair Bolsonaro. Adotou como estratégia conquistar os votos no campo bolsonarista. O presidente tornou-se inimigo do governador. Bolsonaro acusou Witzel de querer influenciar nas investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes. Witzel sempre negou. Os dois serão possíveis adversários na eleição presidencial de 2022.

 

DEPUTADO INDICOU O PRIMO PARA INEA

- DIVULGAÇÃO/Câmara

A indicação de Fabio Dalmasso, diretor de Licenciamento Ambiental do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), foi feita pelo deputado federal Altineu Côrtes (foto). Os dois são primos. O parlamentar é do PL, partido que tem ampliado participação no governo Witzel. A dupla faz parceria não é de hoje. Altineu levou Fabio à gestão Rosinha Garotinho e à Prefeitura de Niterói nas administrações de Jorge Roberto Silveira e Rodrigo Neves.

 

ARAPONGA NAS CONVERSAS

Tem provocado desconforto entre deputados da Alerj a suspeita de que um parlamentar do PSL possa estar usando um gravador para registrar as conversas secretas entre eles na Assembleia.

LIMPEZA SEM CONCORRÊNCIA

Pré-candidato à reeleição, o prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa (PL), contratou, sem licitação, a Inova Ambiental para coletar de lixo na cidade. Foi publicado no Diário Oficial. Total: R$ 41 milhões.

A SUCUPIRA DOS DIAS ATUAIS

Os vereadores de Rio Bonito começam a analisar na terça-feira as contas de José Luiz Antunes, o Mandiocão, prefeito várias vezes e candidato à reeleição. Só que elas são de... 2012! A demora foi causada por brigas jurídicas.

ALUNOS ESTÃO NO CALOR

Algumas escolas estaduais receberam aparelhos de ar-condicionado para as salas de aula. Mas as unidades estão com os equipamentos há um mês sem uso porque eles ainda não foram instalados.

OUTRO LADO.

A Eletronuclear informou que a Técnica em Secretariado nomeada para gerir R$ 200 milhões em investimentos não é ligada à política e tem 18 anos de experiência na estatal.

PICADINHO

A peça 'Diário do farol' se apresenta hoje, no Espaço Abu, em Copacabana, às 20h. O ingresso tem preço popular.

Hoje, às 14h, termina a 'Semana de Câmara Armando Prazeres', no Centro Artur da Távola, na Tijuca.

O artista Antônio Bokel inaugura amanhã exposição com entrada franca na Casa Voa, na Gávea, das 16h às 21h.

DESCE: GLENN GREENWALD

Jornalista americano chamou o apresentador Augusto Nunes de covarde após discussão num programa de rádio.

 

DESCE: AUGUSTO NUNES

O também jornalista, então, agrediu o fundador do site 'The Intercept' com um tapa durante a conversa ao vivo.

 

Comentários