Disputa por cargos no TCE mobiliza deputados na Alerj

Escolha será em 2022

Por Sidney Rezende

Alerj
Alerj -

A semana foi movimentada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A agitação não perturbou as articulações sobre assuntos políticos menos populares.

Um deles, que circula no "pé do ouvido" é quem será o indicado a uma vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), inicialmente para 2022. A recomendação do nome, dessa vez, será da Alerj. A seguir, pelo governador.

Os mais citados para preenchê-la são os deputados Márcio Pacheco (PSC), líder do Governo; André Ceciliano (PT), presidente da Casa; Luiz Paulo (PSDB), o decano; Rosenverg Reis (MDB); Chico Machado (PSD) e Rodrigo Bacelar (SDD).

O preferido, no momento, é Márcio Pacheco. A possibilidade que deveria ser entendida como prêmio traz um problema oculto. Os conservadores não o consideram o nome ideal por entenderem que o parlamentar é suave demais na interlocução com os chamados progressistas. Outros, chamam isso de habilidade.

O cargo ambicionado é o do ex-presidente do TCE-RJ, Aloysio Neves, hoje preso sob a acusação de pertencer a um grupo que teria desviado R$ 35 milhões entre 2006 e 2015.

CONSELHEIROS DO TCE-RJ NA CADEIA

Em 2017, foram presos, não só Neves, como o então vice Domingos Brazão, José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar e José Maurício Nolasco. A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que os conselheiros se mantivessem afastados das funções até que seja encerrada a ação penal. Todos recorreram.

 

Secretário troca carro por metrô

Otávio Leite - Leitora do Informe

Na Suécia e Noruega, é muito comum os políticos irem para o trabalho a pé ou de bicicleta. Por aqui, é raro. Por isso, uma amiga da coluna se surpreendeu ao flagrar o secretário Estadual de Turismo, Otávio Leite, usando o metrô. Ela tirou até foto.

Novo autódromo do Rio

Deve ser votado na semana que vem pelo conselho da Secretaria do Estado do Ambiente, o relatório da licença prévia para o início das obras de construção do novo autódromo do Rio. Quem negocia com o estado é deputado estadual Carlo Caiado.

 

Mobilização em favor de recursos

 Clarissa Garotinho (PROS) se reuniu com empresários da Firjan para discutir a PEC da Reparação, proposta prevendo recursos de R$ 70 bilhões em 10 anos para o Rio.

Reimont por Reimont

"Não sou
ex-seminarista. Fui frade capuchinho mais de 20 anos e pároco da Igreja de São Sebastião. Não consigo avaliar que perdi voto dos católicos. Participo da Igreja e tenho ótima relação com todos".

PICADINHO

 Ciro Gomes confirmou que virá assistir aos desfiles das escolas de samba no Rio de Janeiro.
Álcool não combina com direção. Detran levará campanha aos blocos.
Chiquinho da Mangueira está motivado para assumir seu cargo na Alerj.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários