A Justiça dará o tom em Caxias

A eleição mais indefinida da Baixada

Por Sidney Rezende

Prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB) tenta se reeleger
Prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB) tenta se reeleger -
Os advogados que assessoram os políticos de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, estão trabalhando a todo o vapor. O prefeito Washington Reis (MDB) é candidato à reeleição e escolheu como bandeira melhorar a área de saúde do município.

Existe um obstáculo: em 2016, ele foi condenado no STF a sete anos e dois meses de prisão em regime semiaberto por crime ambiental, além de pagamento de multa de 67 salários mínimos. A princípio, isto o enquadra na lei da Ficha Limpa como hipótese de inelegibilidade.

Caso não possa concorrer, o seu plano B é lançar o irmão, deputado Rosenverg Reis (MDB). Mas, neste caso, Washington teria de renunciar ao mandato seis meses antes do pleito.

O candidato derrotado na última eleição, Dica, por sua vez, tem uma condenação em primeira instância por contratar funcionários fantasmas quando era deputado na Alerj. Derrotado para federal em 2018, seus aliados dizem que ele poderá concorrer agora, e que estaria em negociação para se filiar ao PSC.

O ex-prefeito Zito (PP) vive situação mais complicada. Ele teve a candidatura impugnada em 2018 com base na Ficha Limpa, já que não obteve votos suficientes na Câmara de Vereadores para rejeitar o parecer contrário do Tribunal de Contas, onde precisava de 20 votos para aprovar as contas, mas não os conseguiu. Como a decisão ocorreu em 2014, Zito poderá ficar de fora até 2022. No último pleito, ele foi derrotado para estadual.
Mais nomes

Marcelo do Seu Dino é outro que precisa resolver a situação no seu partido, pois o PSL pensa em lançar outro candidato na cidade. Aroldo Mendonça é o preferido do partido.

De olho neste intrincado desfecho estão o vereador Mazinho (PDT), o sindicalista Aluízio Junior (PT), os ex-deputados estaduais Marco Figueiredo (PV) e Geraldo Moreira (PODE), a professora Ivanete Silva (PSOL) e a ex-candidata à prefeitura nas eleições de 2008, Leninha. 

PT pode renovar toda bancada

 Cresce o prestígio dentro do partido dos nomes da professora universitária Elika Takimoto e da urbanista Tainá de Paula, candidatas à Câmara de Vereadores nas próximas eleições. Estrelas que sobem.

Volta Redonda: mais um

Um grupo de advogados se engajou numa campanha em favor de Alex Martins, atual presidente OAB/Volta Redonda para se lançar candidato a prefeito da cidade. O seu desafio será superar a visibilidade do prefeito Samuca e a do vereador de cinco mandatos, Washington Tadeu Granato.

Eliomar Coelho discorda de Witzel

Em discurso no plenário da Alerj, deputado cita entrevista de Witzel ao O Dia e diz que governador demorou a agir na crise da Cedae. "Não foram 5 minutos ou 5 dias, como sugere: Ele levou mais de 50 dias para tomar a decisão de demitir o presidente da Cedae". 

Oscar Niemeyer Netto

Ele foi contratado pelo secretário estadual de Infraestrutura e Obras, Bruno Kazuhiro, como assistente de urbanização. Mas, ao contrário do bisavô famoso, ele não irá projetar obras públicas. Sociólogo, ficará responsável por analisar dados socioeconômicos dos 92 municípios do Estado para que possam receber investimentos em infraestrutura.

Governo de contraponto

"Estou empolgado com a eleição. A gente quer governar Niterói, que é uma cidade que teve um incremento no orçamento muito grande, para conseguir fazer um contraponto a esse avanço autoritário de retirada de direitos no Brasil", disse Flavio Serafini (PSOL).

PICADINHO

Supervia oferece wi-fi grátis na estação Central do Brasil. A capacidade é de cinco mil acessos simultâneos.

A Operação Lei Seca será iniciada amanhã (21) e vai até a quarta-feira de cinzas (26/2). Todo o efetivo estará nas ruas. 
INCA pede doação de sangue com a proximidade do feriado. Há atendimento até amanhã (21), 14h. Local: Praça Cruz Vermelha, 23, 2º andar, Centro do Rio. No sábado de carnaval, dia 22, serão recebidas apenas doações de plaquetas, que devem ser agendadas. Mais informações pelos telefones: (21) 3207-1580.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários