Ex-deputada Cristiane Brasil sai pré-candidata do PTB e assume controle do partido

Por Sidney Rezende

Cristiane Brasil lançou sua pré-candidatura pelo PTB à prefeitura do Rio de Janeiro
Cristiane Brasil lançou sua pré-candidatura pelo PTB à prefeitura do Rio de Janeiro -
A ex-deputada Cristiane Brasil lançou-se pré-candidata à prefeita do Rio pelo PTB. Ela parece disposta a virar a página da polêmica indicação para ministra do Trabalho pelo então presidente Michel Temer no início de 2018, quando teve a sua posse suspensa pela Justiça Federal. Ela nega até hoje as acusações de envolvimento em fraudes na concessão de registros sindicais. Para ela, isso é passado.
"Meu pai (Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB) queria que eu fosse juíza. Mas eu escolhi entrar para a política, e minha mãe, Ecila Brasil, me apoiou totalmente. Hoje confesso estar motivada para a disputa deste ano: Quero transformar o Rio em cidade referência dos serviços", disse ela à coluna.
Festeira, Cristiane promete valorizar o samba e a diversidade. "É o ápice do fim do mundo perder o Carnaval para São Paulo", desabafa. "Quero defender a cultura, os negros e as mulheres". Ela já está conversando com vários setores sobre a composição da chapa. "Vou receber um grupo de religiosos semana que vem e quero um vice evangélico. Sou muito organizada e me preparo com antecedência".
Cristiane Brasil chegou com tanta disposição e retomou as rédeas do partido. Ela foi fundamental para a desfiliação de dois vereadores que, segunda ela, não foram leais ao PTB. Antonio Jose Papera de Azevedo, o Zico, e Rogério de Castro Lopes, o Rocal, já estão fora do partido desde quinta-feira (12).
Sem papas na língua, a pré-candidata do PTB disse que ambos "não foram aliados do partido, não apoiaram nosso candidato na última eleição, eles procuraram o Crivella sem conversar com a direção e não agregaram nada", disparou.
Destemida, ela não escondeu sua força: "Toda eleição, eu faço dois ou três vereadores. Eu posso até conversar com presidente Bolsonaro sobre compor uma nominata de candidatos em comum".

Medo do coronavírus

Vereador do Rio Carlos Bolsonaro (PSC) - Reprodução
Os vereadores do Rio estão seriamente preocupados que a epidemia do coronavírus se propague pelo Palácio Pedro Ernesto. Alguns, informalmente, disseram que iriam pedir que Carlos Bolsonaro fique de quarentena compulsória. Tanto o filho do presidente como os seguranças do Zero Dois que tenham tido contato com o secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten.

Mudança de partido

 O vereador Bruno Lessa assinou sua filiação ao DEM nesta quinta-feira (11). Depois de quase 14 anos integrando os quadros do PSDB, Lessa aceitou o convite do DEM para ser seu pré-candidato a prefeito nas próximas eleições em Niterói.

A benção do governador

 O governador Wilson Witzel abona a ficha de filiação da juíza Glória Heloiza ao PSC na próxima segunda-feira (16), na sede do partido, no centro da cidade.

PICADINHO

 A Receita Federal realizará no dia 2 de abril, quinta-feira, às 10h, um leilão eletrônico para pessoas físicas e jurídicas com 30 lotes de mercadorias apreendidas no Aeroporto Internacional do Galeão.
O lançamento do livro "Roberto Menescal - Um Arquiteto Musical" será na próxima terça (17), 19h, na Livraria da Travessa, no Shopping Leblon.
O Procon Carioca faz, de segunda (16) a quinta (19), uma ação no Largo Carioca, Centro, pelo Dia do Consumidor, comemorado domingo, 15 de março. Das 10h às 16h, os técnicos estarão prestando atendimento a quem precisa registrar queixas contra empresas ou pedir renegociação de dívidas.

Comentários