Atacadistas dão sugestões para evitar desabastecimento

Por Sidney Rezende

Joílson Barcelos Filho, presidente da ADERJ
Joílson Barcelos Filho, presidente da ADERJ -
 O governador Wilson Witzel receberá hoje um importante ofício da Associação de Atacadistas e Distribuidores do Estado do Rio de Janeiro (ADERJ), com 7 sugestões objetivas para evitar interrupção da atividade empresarial e evitar perigoso desemprego no setor. O atacadista é o distribuidor que vende produtos ao varejista. A coluna teve acesso com exclusividade ao conteúdo das reivindicações.
O presidente da ADERJ, Joilson Barcelos Filho, fará chegar o documento também a outras autoridades legislativas do estado. Seguem os pleitos:

1) A postergação do início da vigência do Fundo Orçamentário Estadual para 31 de dezembro de 2020;
2) A alteração da data de vencimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS, assim como o ICMS devido por substituição tributária, vencidos e a vencer até 30 de junho de 2020, sem acréscimos de juros, multas ou quaisquer penalidades. O ICMS apurado até março de 2020, com vencimento original em abril de 2020, ficaria com vencimento em outubro de 2020; o ICMS apurado até abril de 2020, com vencimento original em maio de 2020, ficaria com vencimento em novembro de 2020; o ICMS apurado até maio de 2020, com vencimento original em junho de 2020, ficaria com vencimento em dezembro de 2020;
3) A redução da base de cálculo do ICMS e do ICMS/ST para que o seus valores sejam equivalentes à aplicação da alíquota de 12% sobre a base de cálculo, sendo que no caso do ICMS/ST a base de cálculo seja o valor de aquisição de mercadorias pelos distribuidores e atacadistas;
4) A prorrogação até 31 de julho de 2020 da validade das certidões de regularidade fiscais, ambientais e sanitárias emitidas por órgãos estaduais;
5) A suspensão dos parcelamentos de débitos tributários firmados com a Secretaria de Estado de Fazenda e com a Procuradoria da Dívida Ativa do Estado do Rio de Janeiro até 31 de outubro de 2020, retomando-se o pagamento das parcelas sem o acréscimo de multas, juros ou quaisquer penalidades;
6) Linha de crédito capital de giro automático e desburocratizado AGE-RIO, com funding próprio para empresas sem anotações no Serasa;
7) A manutenção das atividades das empresas de material de construção e utilidades domésticas, as quais reduziriam o horário de atendimento, restringiriam o número de funcionários e de clientes no interior dos estabelecimentos, respeitando-se, assim, a distância recomendada entre as pessoas.
A ideia do setor é colaborar no esforço de união no enfrentamento da doença, e abrir ainda mais espaço de diálogo com o governo estadual e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio.

Bandeira de Mello: "outro patamar"

Bandeira de Mello - Divulgação
 A Rede lança hoje a chapa Eduardo Bandeira de Mello-Andrea Gouvea Vieira à prefeitura do Rio nas eleições de outubro. O partido tinha programado uma festa na ABI, com a presença de Marina Silva e dos senadores do partido, mas, com a chegada da coronavírus, optou pelo lançamento virtual, com mensagem de Bandeira de Mello em favor da retomada do crescimento econômico e prometendo elevar o Rio a um outro patamar.

Bolsa Família e o coronavírus

 Em São Gonçalo, mais de 54 mil famílias são cadastradas no Bolsa Família, o equivalente a 12% da população total do município, segundo dados da Secretaria Nacional de Renda e Cidadania (Senarc). Para Cristiane Campos, coordenadora do programa no município, a iniciativa vai ser uma garantia para as famílias mais vulneráveis diante do atual cenário econômico.

AEERJ pede suspensão de licitações

 A Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro enviou carta ao governo do Estado, à Prefeitura do Rio e de municípios do interior e a seus órgãos vinculados solicitando que os mesmos cancelem os processos de licitação em vigor e que não publiquem novas concorrências enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. A AEERJ entende que o momento é de focar na prevenção da doença e na proteção das pessoas.

PICADINHO

Na semana passada, foi observada uma redução acumulada de 1.258.638 passageiros que estariam utilizando o sistema ferroviário na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.
Prefeitura de Itaboraí determina fechamento do comércio nesta segunda-feira (23).
Todas as atividades dos projetos do Centro Cultural Cesgranrio foram suspensas, temporariamente, por causa da pandemia do coronavirus.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários