Lupi: "Dinheiro se recupera, a vida não!"

Presidente nacional do PDT falou sobre preocupação com coronavírus.

Por Sidney Rezende

Carlos Lupi
Carlos Lupi -
 De origem humilde, Carlos Lupi começou sua vida profissional como jornaleiro e chegou a ministro de estado. O atual presidente nacional do PDT construiu sua carreira política no Rio e sob a liderança do ex-governador Leonel Brizola. Ele está preocupado com o estrago que o coronavírus trará ao tecido social. "Cada vez fica mais comprovado que o senhor Bolsonaro é o apóstolo da ignorância. Está na hora do povo brasileiro acordar para este erro, este equívoco que foi eleger este senhor para presidência da República. Ele está preocupado muito mais em aposta eleitoral que na saúde do povo brasileiro", acusa Lupi. "Agora é hora de juízo, da racionalidade, de seguir a ciência do mundo moderno que aconselha a todos ficarem retirados, em casa, isolados. Nada é mais importante que a vida. Dinheiro um dia se recupera, a vida não!".
Lupi diz estar preocupado com a capacidade de reação diante do vírus. "O Brasil não tem condições de ter aparelhagem técnica, nem de equipamento para garantir que estes números estejam atuais. Isto aconteceu na China, nos Estados Unidos, na Europa, não é demérito ao Brasil, é uma realidade", diz. O presidente do PDT ressalta a importância de se ter autoridades preparadas para o momento atual. "Por incrível que pareça, o governo Witzel está tendo juízo! Eu penso, mesmo que o governador seja um raivoso, odiento, anti-povo, ele está se comportando de uma maneira correta diante da epidemia. O prefeito Crivella, infelizmente, mais uma vez, me decepciona com seu comportamento. Ele é da conveniência".
Para Lupi, a deputada Martha Rocha seria a prefeita ideal para enfrentar a atual crise na Saúde. "Ela já foi chefe de polícia do governo Brizola. Extremamente responsável, sensível. Tenho certeza que vai sair maior desta pandemia, pela sua elegância, pela sua maneira de saber tratar as questões e, principalmente, por sua competência. A Martha é o nome mais viável para ser futura prefeita da cidade do Rio de Janeiro".

Fundo emergencial

 Foi aprovado em sessão virtual projeto de lei de autoria do vereador Carlos Eduardo que "cria o fundo emergencial de combate à Covid-19". Os recursos arrecadados no FECC serão de uso exclusivo da autoridade sanitária da cidade do Rio. O FECC poderá receber doações de pessoas físicas e jurídicas.

E os planos de saúde?

 A Secretaria de Desenvolvimento Econômico irá analisar a indicação legislativa, em caráter de exceção, da possibilidade das operadoras de planos de saúde autorizarem, por um prazo de 90 dias, que os vencimentos das faturas de seus associados sejam sem a cobrança de multa e de juros.

Corrupção na Transpetro

 O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da 4ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania da Capital, apresentou ação civil pública por ato de improbidade contra seis pessoas e três empresas. A chapa vai esquentar.

PICADINHO

 Desde que o Brasil declarou Emergência de Saúde Pública já foram editadas 40 normas legislativas a respeito do coronavírus Covid-19.

A Secretaria de Desenvolvimento e Direitos Humanos disponibilizou um número (0800 0234567) para receber denúncias sobre violência, assédio ou qualquer outro tipo de violação, 24 horas por dia.

Receita Federal doa 5 milhões de luvas apreendidas para o Ministério da Saúde.

Comentários