Quem são os idosos da política do Rio

Por Sidney Rezende

Luiz Paulo Correa da Rocha em videoconferência
Luiz Paulo Correa da Rocha em videoconferência -

Discutiu-se muito se a solução ideal para enfrentar o coronavírus seria o isolamento vertical ou horizontal. O consenso é que devemos ter atenção aos grupos de risco: asmáticos, pessoas com doenças do coração, fumantes, diabéticos e os idosos, os mais suscetíveis a ter problemas sérios ao pegar a covid-19. Enganam-se aqueles que pensam que os mais velhos, mesmo isolados, estejam de pijama, parados e inativos. Pelo menos não tem sido assim a rotina dos políticos fluminenses. Na Alerj, Eliomar Coelho tem 78 anos, fará aniversário este mês, e está cheio de gás. Não tanto quanto Carlos Minc, de 68 anos: "Faço checkup geral todo ano, aquele que você em 3 horas faz 25 exames, estou 'inteiraço', então, continuo dizendo, 'tremei, poluidores, homofóbicos e machistas'".

O deputado Luiz Paulo Correa da Rocha, 74 anos, espiritualizado, estudioso de astrologia, é outro que se cuida diante da doença, mas não parou de produzir. "Estou aqui isolado em casa, me sentindo até discriminado. Mas, desde quando, um idoso representa risco? Idoso representa paz, afeto e sabedoria. Não somos grupo de risco. Somos do grupo dos mais sensíveis ao coronavírus", brincou o deputado. Nos dois últimos dias, ele acompanhou de perto projeto que autoriza o Poder Executivo a transferir para a União o valor total do empréstimo celebrado entre o Estado do Rio de Janeiro e o Banco Paribas - BNP. Samuel Malafaia, de 70 anos, está em casa, "semirrecluso", como costuma dizer, mas tem ido à Alerj duas vezes por semana. "Se a situação se agravar, vou passar a ir apenas às quartas-feiras. De resto, estou aproveitando para ficar mais tempo com minhas filhas e netos entre uma votação remota e outra". O presidente da Câmara Municipal, o vereador Jorge Felippe, 69 anos, se dedica a votações pelo plenário virtual. 

 

Mais uma troca de partidos

Vereador Dr. Jorge Manaia (SD) - Divulgação

 O vereador Jorge Manaia anunciou a troca do partido Solidariedade para o Progressistas, o mesmo partido do ex-vice-governador, Francisco Dornelles. Manaia é o presidente da Comissão de Saúde da Câmara. O parlamentar está no seu 3° mandato.

Revolta em Cachoeiras de Macacu

 A população de Cachoeiras de Macacu, região metropolitana do Rio, está revoltada com a desatenção da Prefeitura no combate ao coronavírus. Uma das denúncias é o fechamento dos aparelhos de suporte social para a população carente (CRAS, CREAS, Postos de Saúde, prontos socorros e unidades de medicina familiar). Para piorar, o vice-Prefeito, Luiz Fernando Alves, renunciou ao cargo.

Confisco para ajudar a Saúde

 A ex-governadora Rosinha Garotinho diz que o Governo Federal poderia resolver facilmente o problema de obtenção de recursos para a compra de materiais hospitalares e pagamento aos mais pobres. "A solução pode ser muito eficaz com um único decreto. Lembrando que isso já foi feito só que contra o povo, o confisco. Os grandes bilionários desse país são os banqueiros. Se confiscarem 20% dos seus lucros, não fará diferença pra eles , mas será muito para realizar todas as medidas para proteger o povo. Afinal, querem ou não resolver esse problema que estamos vivendo?"

Quarentena contra vírus

 Em Belford Roxo, até o dia 15 de abril, só estão autorizados a funcionar supermercados, mercearias, farmácias, estabelecimentos de saúde, postos de combustíveis; hortifrutis, açougues, peixarias, padarias; distribuidoras de gás, bancos, correios, clínicas veterinárias, funerárias e pet shop.

PICADINHO

 Coronavírus: menores aprendizes e estagiários podem ser dispensados das atividades. Projeto de lei é da deputada Rosane Felix.

Sebrae lança jogos on-line sobre empreendedorismo para crianças e adolescentes. Entre os games, está "Pizza Delivery".

Instituto Ronald McDonald lança financiamento coletivo para ajudar no tratamento do câncer de crianças e adolescentes.

Comentários