A eleição deste ano será adiada ou não?

Questão está em pauta entre os políticos.

Por Sidney Rezende

Urna eletrônica
Urna eletrônica -
Neste momento em que as atenções estão voltadas para a melhor maneira de combate ao coronavírus, não se tem dado muito espaço para a discussão em torno de um assunto que interessa a todos os políticos: neste ano, teremos eleições municipais?

O presidente do TRE-PB, desembargador José Ricardo Porto, é um dos poucos que, sem rodeios, admite adiamento das eleições por até dois meses, mas sem prorrogação de mandatos. Para ele, não dá para ignorar os efeitos da epidemia na vida das pessoas, já que seria pouco provável que a doença seja totalmente debelada até junho.

Um alto dirigente de um partido de esquerda, que pediu para não ter o seu nome divulgado, disse à coluna que no Congresso é consenso que a eleição tem que acontecer este ano.

Já pensou campanha sem comícios e carreatas? O deputado Rodrigo Amorim (PSL) considera muito importante para o candidato o contato presencial com os eleitores.

O deputado Otoni de Paula (PSC) trabalha com duas hipóteses: "A gente acredita que a eleição seja transferida para dezembro, tanto o primeiro quanto o segundo turno. É o que eu acredito. Ou no finalzinho de novembro, o primeiro turno, e lá pelo meio de dezembro, o segundo turno".
O vereador Tarcisio Motta (PSOL) também vê probabilidade de o pleito não acontecer em outubro. "O mais provável é que sejam adiadas para dezembro. Mas tudo dependerá do tamanho da catástrofe social e sanitária que se avizinha. O impacto político do sistema de saúde em colapso e de milhares de mortes por dia é ainda inimaginável e pode jogar a eleição para o ano que vem".

Para a deputada Jandira Feghalli, (PC do B), que é médica, "este debate não está na pauta agora. A concentração das nossas forças deve ser na luta contra o coronavírus". 

Esclarecimento de ex-prefeito de Itaguaí

Ex-prefeito Luciano Mota - Reprodução de TV / Rede Globo
Conforme publicamos aqui, em ação judicial contra o ex-prefeito de Itaguaí Luciano Mota, o Ministério Público afirmou "que ele se encontra em local desconhecido". O advogado do político nos enviou uma nota: "A defesa de Luciano Mota declarou que o mesmo mantém seus endereços atualizados junto ao Tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro e, sempre que intimado, se manifesta nos processos em que figura como parte".

PROS buscando caminhos novos

O PROS vai apoiar candidatos de outros partidos em Niterói e em Angra dos Reis. Em Niterói, apoiará Felipe Peixoto, do PSD. E, em Angra, a escolha foi Dr. Christiano, filiado ao antigo PRB. O político ganhou a queda de braço com o presidente da Câmara de Vereadores local, Claudinho (PL). 

Atentado em São Sebastião do Alto

O prefeito do município, Tavinho Rodrigues (PP), sofreu atentado na sexta-feira. Ele não foi atingido pelos disparos feitos por um homem que estavam em um carro. Apenas o veículo onde estava Tavinho foi alvejado.

PICADINHO

Equipes da Cruz Vermelha Brasileira de São Gonçalo estão nas ruas da cidade realizando trabalho de orientação da população que continua nas ruas nestes dias de quarentena.

Instituto de Medicina e Cidadania (IMC) lançou campanha para ajudar três comunidades carentes que atende na zona sul do Rio: Morro Azul, no Flamengo; Parque da Cidade, na Gávea; e Tavares Bastos, no Catete.

"Investigações em Compliance" será o tema do webinar gratuito promovido pelo escritório de advocacia Licks Attorneys, no próximo dia 15. O evento será ministrado pelo especialista Alexandre Dalmasso. 

Comentários