Arrogância de engenheiros pode ser punida por entidade

Por Sidney Rezende

Vídeo das ofensas do casal repercutiu na Internet
Vídeo das ofensas do casal repercutiu na Internet -
Dois gestos descontrolados ocorridos no Rio de Janeiro envolvendo engenheiros serviram de tema para uma acalorada discussão entre os profissionais da categoria. O primeiro teve como protagonista o aposentado Héquel da Cunha Osório, 78 anos, ex-presidente na década de 90 da Companhia estadual de Gás (CEG) do Rio, e, atualmente, dono de uma empresa de consultoria de engenharia. Ele, possuído por uma atitude tresloucada, derrubou todas as cruzes fincadas na praia de Copacabana, por pacifistas. O segundo caso, inconformados com a fiscalização sobre o uso de máscaras, dois clientes de bar foram tomar satisfação com o chefe da fiscalização da Prefeitura que estava no local. Com objetivo de explicar, o agente chama o homem de 'cidadão' e é imediatamente questionado pela mulher que o acompanhava: "Cidadão, não. Engenheiro civil, formado. Melhor que você".
O engenheiro Wagner Victer, autor de livros sobre o ofício, inclusive com capítulo que trata de ética, foi ao ponto: "Esse caso do engenheiro civil, que usa uma 'carteirada' da nossa profissão se considerando uma pessoa que é 'acima de um cidadão' para constranger um agente público que estava buscando o cumprimento da legislação vigente, é uma lamentável afronta ao Código de Ética dos Engenheiros estabelecido na Resolução 1002 de 26 de Novembro de 2002, do CONFEA, e obrigatório sua observância por todos os profissionais do sistema CONFEA/CREA conforme a Lei 5194 de 24 de Dezembro de 1966, pois tais posturas denigrem a imagem do profissional da Engenharia ante a profissão e ao meio e nitidamente estão entre as condutas vedadas previstas no Artigo 10 da Resolução. Considero que o CREA RJ deveria imediatamente abrir procedimento de apuração contra esse profissional, por descumprimento público do Código de Ética da Engenharia até pois funcionaria como um elemento emblemático para a formação de jovens profissionais da Engenharia". 

Live com José Paulo Pires

Pré-candidato à Prefeitura de Niterói, José Paulo Pires, do PMN, é o convidado de hoje, às 15h, da live promovida pelo O Dia. Você pode participar e fazer sua pergunta. Assista em facebook.com/odiajornal e no youtube.com/tvodia. Participe!

Falta de respeito

Deputado estadual Renan Ferreirinha (PSB) - Divulgação
O deputado Renan Ferreirinha está aborrecido: "Foi vergonhosa a postura do ex-secretário Edmar Santos de não responder nenhuma das perguntas feitas pelos deputados na Comissão da Covid, da qual sou relator. Foi uma tremenda falta de respeito com os órgãos de controle, com o Parlamento e com a população. Este episódio é uma vergonha ainda maior para esse governo estadual, é mais uma confusão, mais um caso de falta de transparência". 

Decoro parlamentar

- Divulgação
Depois do envolvimento do deputado Gustavo Schmidt, do PSL, no mês de março, em briga com policiais numa festa em Niterói, que acabou na delegacia, outro caso chegou à Corregedoria da Alerj: o do deputado Alexandre Knoploch, também do PSL, que deu um tiro no pé de um advogado, em Brasília. Sobre isso, o corregedor Jorge Felippe Neto (PSD) disse que recebeu de Knoploch um pedido de investigação. 

Crivella mira Paes

O prefeito Marcello Crivella disparou nas suas redes sociais vídeo com reportagem da Record TV acusando o ex-prefeito Eduardo Paes de gastar R$ 7 bi na remodelação da zona portuária da cidade quando o investimento poderia ser de R$ 3,7 bi. As empreiteiras cobram da atual gestão R$ 700 mi que ainda estariam faltando, mas a prefeitura diz ser "credora e não devedora". Eduardo Paes reclama de ser vítima de campanha midiática promovida "pela família Macedo", dona da Record. 

PT vive crise em São João de Meriti

Apoiadores de Letícia Florêncio, pré–candidata à prefeita de São João de Meriti, enviaram carta à direção do PT informando que não irão "participar do Encontro de Tática Eleitoral no âmbito municipal, por se tratar de um processo viciado, cheio de posturas e ações nada éticas e democráticas conduzidas pelo grupo liderado por Paulinho do Sindicato, que hoje compõe uma maioria numérica na direção municipal, e entender que esta decisão deve ficar a cargo da direção nacional do partido". 

PICADINHO

A Prefeitura de Mesquita informa que a obra na Rua Prefeito José Montes Paixão, no centro da cidade, trata-se de uma intervenção urbanística e custou R$ 28.246,52, e não R$ 1 milhão, conforme publicado na coluna.

SuperVia vai distribuir, hoje (8), 15 mil máscaras doadas pela Fábrica Carioca de Catalisadores, em sete estações do ramal Santa Cruz, como forma de prevenir a Covid-19.

Armed Nemr, dono do Costelão do Cadeg, cria aplicativo de entrega de comida, em parceria com SindRio. Proposta é que seja mais justo para entregadores e comerciantes.

Comentários