O Rio e o roubo de carga

Por Sidney Rezende

Ocorrências de roubo a carga no Estado do Rio são frequentes.
Ocorrências de roubo a carga no Estado do Rio são frequentes. -
Roubo de carga não é só um caso de polícia. O número, em 2019, no Rio de Janeiro, de acordo com o ISP, Instituto de Segurança Pública, foi 18,8% menor se comparado com o ano anterior. Um avanço. Mas pode melhorar. Levantamento feito pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística aponta que, a cada hora, duas transportadoras tiveram carga roubada nas rodovias brasileiras no ano passado.
"O roubo de cargas é um problema nacional, mas, no Rio, acabou se tornando parte da rotina diária, um crime raiz que não pode ser justificado como 'saque social', pois afasta investimentos, emprego e arrecadação de tributos, agravando cada vez mais o quadro econômico em nosso Estado. Impossível superar apenas com a atuação policial, sem o apoio da legislação para prender os receptadores e cancelar o CNPJ e o alvará dos comerciantes que adquirem e vendem cargas roubadas ou oriundas da pirataria", diz Eduardo Rebuzzi, presidente do Fetranscarga, Federação de Transporte de Cargas do Estado do Rio de Janeiro. O alvo dos roubos são, em ordem: produtos alimentícios, cigarros, eletroeletrônicos, combustíveis, produtos farmacêuticos, bebidas, autopeças, têxteis e confecções.
O consumidor deveria rejeitar produtos nitidamente roubados, mas há "empresários" que também adquirem cargas para tirar vantagem em concorrência desleal com a maioria honesta. Rebuzzi insiste: "a sociedade civil tem que se organizar e contribuir, junto com as autoridades, para termos um plano de curto, médio e longo prazos em busca da recuperação do Estado de Direito". A Polícia Militar promete novas ações inteligentes ainda para este ano, mas se a sociedade não fizer sua parte, os roubos continuarão simplesmente porque tem quem compre. 

Sem papo com fanáticos

Ex-ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz - Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O general Carlos Santos Cruz deu uma contribuição importante no combate à criminalidade no Rio de Janeiro quando secretário de Segurança Pública do Ministério da Justiça, em 2017. Na reserva do Exército, ele imaginava que teria vida tranquila. Para sua surpresa, ele passou a ser atacado por bolsonaristas e pelo escritor Olavo de Carvalho, que o chamou de "bosta engomada", "bandidinho" e "gente sem caráter". O general processou todo mundo. 

União e diálogo

O presidente do Sindilojas, Aldo Gonçalves, representando a Fecomécio, em debate sobre os desafios da retomada do setor, expressou o sentimento dos empresários: "Precisamos de mais união e diálogo com a prefeitura do Rio. Queremos participar das discussões sobre o processo de retorno ao trabalho. Temos propostas, mas precisamos ser ouvidos".

Alinhado com Brasília

Enquanto o pai presidente vetou trechos do plano emergencial para conter a pandemia em territórios indígenas e quilombolas, o filho 02, vereador Carlos Bolsonaro, votou contra o PL 1805, que estabelece programa de auxílio às famílias dos servidores vítimas de Covid. Aliás, dos presentes na sessão virtual da Câmara, na quinta-feira, só Carlos e seu fiel escudeiro Leandro Lyra votaram contra o projeto assinado por 40 vereadores. 

Muito cuidado nesta hora

Servidores e vereadores do município de São Pedro da Aldeia estão apreensivos nos últimos dias. Tudo porque o presidente da Câmara, Bruno Costa, que contraiu Covid, tem dado expediente na Casa. Naldinho, outro vereador infectado, também tem sido visto na sede do Legislativo. 

PICADINHO

Nos 6 primeiros meses de 2020, a plataforma Fogo Cruzado registrou 69 pessoas atingidas por balas perdidas no Grande Rio. Dessas, 21 foram menores de idade.

Theatro Municipal do Rio de Janeiro comemora 111 anos amanhã (14). Para comemorar, terão 3 lives pelo Instagram: 11h, 15h e 18h. O tema será sobre o destino da cultura pós-pandemia e a história do Theatro.
O concurso Draft Mood, criado pela Rádio Mood, para revelar músicas inéditas e novos talentos, terá inscrições abertas entre 20 e 30 de julho, pelo site moodfm.com.br/draft. 

Comentários