Prefeito Samuca aposta em gestão e critica adversários

Por Sidney Rezende

Samuca Silva (PSC) decidiu partir para a reeleição em Volta Redonda
Samuca Silva (PSC) decidiu partir para a reeleição em Volta Redonda -
Apesar de ter anunciado que não concorreria à reeleição, o atual prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (PSC), mudou de ideia e não só já está focado no pleito, como partiu para cima dos adversários. Segundo ele, não tem visto propostas concretas e, por isso, está otimista no sucesso da sua mobilização. "Sou contra a reeleição, acho que não é tão legal para a República, mas, neste momento, de prejudicar a cidade pelo nível muito ruim dos candidatos, que até agora não vi nenhuma proposta. Vi todas as entrevistas até aqui e nada de proposta, então, resolvi colocar o meu nome à disposição pela tranquilidade da cidade. Acho muito traumático mudar de gestão neste momento, que a pandemia só passa em fevereiro do ano que vem".

"Se tem muitos candidatos, efetivamente, é bom para a população. A democracia agradece a divergência de ideias e propostas. Quem ganha é o eleitor que vai ter a oportunidade de escolher. Eu vejo que o ex-prefeito [Antônio Francisco] Neto teve uma oportunidade. O grupo político dele não foram só quatro mandatos, mas cinco mandatos, 20 anos. Fez muito pela cidade, principalmente nos dois primeiros mandatos dele. Os dois últimos horrorosos. A cidade sem criatividade, sem manutenção. Eu já fui eleitor dele, mas depois se perdeu pela falta de criatividade. Está inelegível, então, nós temos que entender que ele não é candidato, mesmo que ele coloque. Ou está mentindo para a população ou ele está realmente colocando alguém para ser. Uma estratégia muito parecida com do ex-presidente Lula".

Samuca questionou também o pré-candidato Paulo Baltazar, do PSD. "A cidade de Volta Redonda foi a que mais gerou emprego em 2018/2019. Isso não é um achismo. Não é uma discussão política. É fato, pelo Caged e pelo Ministério da Economia. Nós abrimos e estendemos tapete vermelho às empresas. Retomamos diálogo com a CSN. E esse diálogo se materializou no Polo Metalmecânico. É mentira a afirmação do Paulo Baltazar, que fala que isso começou em 2000. Não. Começou com o nosso governo a retomada de diálogo com a CSN, que acabou lá atrás. Hoje, a CSN não vende um quilo de aço para o segundo polo automobilístico do Brasil, que está aqui na região fluminense. Esse aço vem todo de Minas Gerais, por conta da guerra fiscal. A lei do aço, que vai beneficiar também todo o estado, não apenas Volta Redonda, e vai atrair empresas. Dez empresas é o meu compromisso no próximo plano de governo. Vamos gerar, no mínimo, quatro mil empregos". 

Eleitor: Quem é o vice?

Ex-prefeito Eduardo Paes - Paulo Ara
A denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro contra Eduardo Paes (DEM), acusando-o de corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, acende a luz amarela do eleitor. É razoável que ele passe a se interessar em saber quem é o vice de cada candidato forte. Vai que...

Parcelamento de multas e bronca da vereadora

A vereadora Vera Lins (Progressista) encaminhou ofício ao prefeito Crivella questionando por que ainda não foi sancionada a sua lei que autoriza motoristas infratores a parcelar em 12 vezes as multas emitidas durante a pandemia. 

Pedágio da Linha Amarela

"A redução do valor do pedágio da Linha Amarela está próxima", segundo o vereador Marcello Siciliano, que disse lutar junto à Prefeitura do Rio para que a tarifa passe dos atuais R$ 7,50 para R$ 4. 

Covid-19

João Peixoto (DC) - Divulgação/Alerj
O deputado João Peixoto (Democracia Cristã) é a mais recente vítima de Covid-19 na Alerj. Ele está internado em estado grave no Hospital Doutor Beda, em Campos. 

PICADINHO

O deputado estadual Marcelo Dino foi sacramentado candidato do PSL à prefeitura de Duque de Caxias, em convenção neste fim de semana.
O Instituto João e Maria Backheuser (IJMB) entrega, amanhã (10), 2 laptops para cada escola vencedora do Prêmio João e Maria de Educação, em Casimiro de Abreu. A premiação visa auxiliar a qualificação do ensino remoto nas unidades escolares que conquistaram os melhores resultados pedagógicos. 
Colégio CEL criou programa CEL Simplifica, que dá acesso à sua plataforma de ensino para estudantes de outras escolas assistirem às aulas online dos alunos do CEL, como ouvintes.

Comentários