Nova regra para planos de saúde pesará no bolso

Medida ameniza os custos dos serviços para operadoras e prejudica consumidor

Por O Dia

A medida ameniza os custos dos serviços para as operadoras
A medida ameniza os custos dos serviços para as operadoras -

Rio - Recentemente a Agência Nacional de Saúde (ANS) publicou a regulamentação de dois modelos de oferta de planos de saúde: a coparticipação e franquia. Se para as operadoras de saúde a medida ameniza os custos dos serviços, para o consumidor a nova regra pesará no bolso e inviabilizará o pagamento de vários procedimentos. Órgãos como o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), a OAB e a Associação Brasileira de Procons assinaram uma carta em repúdio à proposta.

Nela, as entidades listam diversos prejuízos ao consumidor. Um deles é a criação de um teto de 40% para a coparticipação no pagamento de procedimento médico, lembrando, é claro, que esse percentual poderá ser ainda maior. Outra crítica das entidades diz respeito ao valor máximo cobrado pela franquia já que o limite de pagamento pode chegar a mais que o dobro da mensalidade. Nos últimos 3 anos, os planos de saúde perderam mais de 3 milhões de clientes. Medidas como estas só contribuem para que o plano de saúde se torne um sonho cada vez mais distante do brasileiro.

Crateras na via

Na Rua Barão de Bom Retiro as tampas de bueiros estão desniveladas e a via tem buracos como crateras, o que aumenta o risco de acidentes. Além disso, os veículos que circulam pela via sofrem avaria pelo péssimo estado de conservação. Tenho solicitado providências ao 1746, mas sem solução.

Walter Filho, Engenho Novo - Rio de Janeiro

A Seconserma já executou o serviço de tapa-buracos e iniciou limpeza de rede galeria de águas pluviais que deverá ser concluída no dia 28.

Assessoria de Comunição Seconserma

Vazamento

Registrei uma reclamação junto a Cedae por causa de um grande vazamento de água na calçada da Avenida Antenor Navarro, altura do número 709. O vazamento é tão grande que está gerando falta d'água aos moradores e comerciantes da rua. Estamos sem água há sete dias.

Flávia Andrade Baracho, Cordovil - Rio de Janeiro

A Cedae informa que encaminhou uma equipe ao local e o reparo foi realizado.

Assessoria de Imprensa Cedae

Cobrança indevida

Estou sendo exposta ao ridículo e submetida a constrangimento e ameaças pela Oi TV. Já cortaram meu sinal da TV diversas vezes e estão cobrando uma fatura de dezembro/2017 que foi paga corretamente. No último dia 20 fui à loja Oi de Copacabana para pedir ajuda, pois via telefone é impossível resolver. Fizeram uma pesquisa e constataram que nunca tive nenhuma dívida. Ontem meu sinal foi cortado mais uma vez.

Anita Simkevicius, Copacabana - Rio de Janeiro

A Oi entrou em contato com a cliente e informou que sua fatura foi baixada e retirado o bloqueio financeiro em seu telefone. Informou ainda que foi registro do bloqueio de telemarketing e que em até 30 dias deixará este tipo de receber ligações.

Assessoria de Imprensa Oi

Desperdício de água

Peço a ajuda de vocês em relação ao vazamento de água limpa que a Cedae ocasionou ao realizar um serviço na Rua Farme de Amoedo, altura do número 150. Um cano foi furado há 10 dias e apesar das reclamações dos moradores, a Cedae não enviou nenhum funcionário para resolver o problema.

Ana Cleonice Pereira dos Anjos, Leblon - Rio de Janeiro

A Cedae encaminhou técnicos e executou no dia 28 de junho o reparo em dois trechos da tubulação, encerrando o vazamento.

Assessoria de Imprensa Cedae

Dúvidas frequentes - Sandro Caldeira, delegado, professor e criador do jeito legal de estudar Direito

Sandro Caldeira, delegado e professor de Direito Penal - fotos Divulgação

Provavelmente você já foi ou conhece alguém que tenha sido vítima de estelionato. Esse crime, seja presencial ou online, está previsto no artigo 171 do Código Penal, com prisão de até 5 anos, onde uma pessoa (estelionatário) ganha dinheiro enganando a outra (vítima). Nele, não há violência nem grave ameaça. A arma do estelionatário é o convencimento, a persuasão para enganar a vítima. Entre as maneiras mais comuns do crime está o golpe do bilhete premiado. Caso apareça alguém com um bilhete de Loteria querendo trocá-lo por dinheiro, desconfie. Outro golpe é o do torpedo premiado: a vítima recebe um SMS onde é informada que ganhou um prêmio. Ela entra em contato com o número e, no final, acaba colocando crédito para algum celular ou depositando dinheiro em determinada conta. O golpe da confirmação de dados também é aplicado: o estelionatário se passa por funcionário de uma empresa, dizendo que precisa da confirmação de dados para atualização do sistema. A vítima passa os dados e o estelionatário os utiliza para transações comerciais fraudulentas. Atenção: nunca passe seus dados pessoais por telefone.

Comentários